Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

Concurso Nacional Unificado: mais de 7 mil vagas. Veja

Concurso Nacional Unificado: entenda o parâmetro de como será o certame e quais órgãos vão participar.

concurso nacional unificado (CNU) segue a todo vapor, concurseiro. Após o anúncio do edital único para concurso público na esfera federal, cresce a expectativa sobre quais órgãos vão participar.

A expectativa é que o edital seja publicado em 2023 com mais de 7 mil vagas de níveis médio e superior. Provas objetivas estão previstas para fevereiro de 2024. 

Saiba todos os detalhes navegando no índice abaixo:

Concurso nacional unificado: situação atual

Até o momento, o concurso nacional unificado foi proposto pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) e cabe aos órgãos a análise e decisão se vão ou não aderir ao edital unificado.

Veja na lista abaixo as movimentações mais recentes:

  • 1° de setembro de 2023: durante live realizada no YouTube, o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) esclareceu dúvidas sobre o certame e apresentou os detalhes de como serão as etapas do concurso.

  • 25 de agosto de 2023: proposta de edital unificado apresentada pelo MGI.

Os órgãos federais que tiveram edital autorizado este ano têm até 29 de setembro de 2023 para decidir se vão ou não aderir ao edital unificado. É importante destacar que a adesão ao concurso unificado é voluntária.

A equipe de assessoria de comunicação do Gran segue monitorando todas as atualizações do certame para trazer a informação em primeira mão.

O que é o concurso nacional unificado?

O concurso nacional unificado significa um edital único para todos os órgãos federais que tiveram edital autorizado em 2023. A ideia é agilizar a contratação dos novos servidores, além de democratizar o acesso da população às vagas no serviço público.

Como funciona o concurso nacional unificado?

Haverá uma estrutura de governança sob a coordenação do MGI que terá as participações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e a Advocacia-Geral da União (AGU).

Apesar de todos esses órgãos estarem envolvidos, uma banca será contratada para organização do concurso nacional unificado. A ideia é elaborar o edital em parceria com todos os órgãos envolvidos.

Como será a comissão do concurso nacional unificado?

Segundo o MGI, haverá a participação de comissões setoriais formadas por representantes de cada órgão ou entidade envolvida. A Controladoria Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU) terão o papel de observadores externos durante todo o processo.

Os professores Fernando Mesquita e Vandré Amorim comentaram sobre como será o concurso nacional unificado. Veja no vídeo abaixo:

Concurso nacional unificado: remuneração

Como ainda não há definido quais órgãos vão participar do edital unificado, não é possível detalhar qual será a remuneração inicial de acordo com cada cargo.

No entanto, levando em conta todos os certames autorizados e a leis que estabelecem suas respectivas estruturas remuneratórias, a expectativa é que a remuneração inicial do concurso nacional unificado pode chegar a R$ 22 mil. 

Vagas do concurso nacional unificado

A proposta feita pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) indica que as vagas serão divididas por áreas de atuação governamental. Entenda a divisão:

Concurso nacional unificado: áreas

Vagas

Administração e finanças públicas

580

Setores econômicos, infraestrutura e regulação

1.015

Agricultura, meio ambiente e desenvolvimento agrário

1.040

Educação, ciência, tecnologia e inovação

1.194

Políticas sociais, justiça e saúde

1.470

Trabalho e previdência

940

Dados, tecnologia e informação pública

895

Nível intermediário

692

Total

7.826

Como será a definição das vagas que os candidatos poderão concorrer?

Segundo a proposta do MGI, há dois passos importantes para a realização do certame. Entenda quais são:

  • 1° passo: no momento da inscrição o candidato deverá escolher um dos blocos das áreas de atuação governamental;

  • 2° passo: escolher qual cargo por ordem de preferência entre as vagas disponíveis no bloco escolhido.

Como serão as cotas do concurso nacional unificado?

A distribuição das cotas será dividida de acordo com cada bloco. Veja os percentuais:

  • 20% para pessoas negras;

  • 5% para pessoas com deficiência – PCD.

Quem vai participar do concurso nacional unificado?

Como a adesão ao edital unificado é voluntária, há concursos públicos que foram autorizados em 2023 que não vão se unir ao certame. A equipe do Gran preparou uma lista onde é possível acompanhar o andamento das adesões do concurso. Confira:

Concurso nacional unificado: órgãos

Situação

Auditor Fiscal do Trabalho – AFT

em análise

Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel

em análise

Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico – ANA

em análise

Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL

em análise

Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ

em análise

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP

em análise

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA

em análise

Superintendência Nacional de Previdência Complementar – PREVIC

em análise

Ministério da Educação – MEC

edital publicado

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE

não vai participar

Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT

em análise

Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC

em análise

Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental – EPPGG

em análise

Analista Técnico de Políticas Sociais – ATPS

em análise

Ministério do Planejamento e Orçamento – MPO

em análise

Analista em Tecnologia da Informação – ATI

em análise

Ministério de Minas e Energia – MME

edital publicado

Analista de Infraestrutura – AIE

em análise

Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS

em análise

Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa

em análise

Banco Central do Brasil – Bacen

em análise

Fundação Nacional dos Povos Indígenas – Funai

em análise

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE

em análise

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa

em análise

Instituto Nacional de Meteorologia – Inmet

em análise

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTI

em análise

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPQ

não vai participar

Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia – CENSIPAM

em análise

Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – Inmetro

em análise

Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI

em análise

Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – Incra

não vai participar

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES

em análise

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP

em análise

Secretaria do Tesouro Nacional – STN

em análise

Comissão de Valores Mobiliários – CVM

em análise

Ministério da Saúde

em análise

Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz

em análise

Ministério do Meio Ambiente – MMA

em análise

Ministério das Relações Exterior – MRE

não vai participar

Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT

em análise

Ministério da Justiça

em análise

Etapas de prova do concurso nacional unificado

Os candidatos que forem prestar o concurso nacional unificado serão avaliados em três etapas. Entenda quais são:

  1. Prova objetiva: matriz curricular comum a todos os candidatos e conteúdo específico de acordo com as áreas de atuação governamental/blocos temáticos;

  2. Prova dissertativa: de acordo com as áreas de atuação governamental/blocos temáticos;

  3. Avaliação de titulação acadêmica e/ou experiência profissional pregressa.

Entenda quais são os blocos temáticos do concurso nacional unificado:

Administração e Finanças Públicas

  • Administração pública;

  • Economia e finanças;

  • Setores econômicos.

Setores Econômicos, Infraestrutura e Regulação

  • Setores econômicos;

  • Regulação;

  • Infraestrutura.

Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário;

  • Agricultura;

  • Desenvolvimento Agrário;

  • Meio ambiente.

Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação

  • Ciência, tecnologia e inovação;

  • Educação.

Políticas Sociais, Justiça e Saúde

  • Políticas sociais;

  • Saúde;

  • Justiça.

Trabalho e Previdência

  • Trabalho e previdência.

Dados, Tecnologia e Informação

  • Informação pública;

  • Tecnologia da Informação.

Nível Intermediário

  • Informação pública;

  • Agricultura;

  • Políticas sociais.

Onde as provas do concurso nacional unificado serão aplicadas?

A proposta é que as provas sejam aplicadas em 179 cidades em todas as 5 regiões do país. Entenda os detalhes:

Concurso nacional

unificado: regiões

Número de municípios

Região Norte

39 municípios

Região Nordeste

50 municípios

Região Centro-oeste

18 municípios

Região Sudeste

49 municípios

Região Sul

23 municípios

Confira a lista dos municípios em que as provas do concurso nacional unificado serão aplicadas:

Região Norte

  • Acre: Cruzeiro do Sul e Rio Branco;

  • Rondônia: Ariquemes, Ji-Paraná, Porto Velho e Vilhena;

  • Roraima: Boa vista;

  • Amapá: Laranjal do Jari e Macapá;

  • Tocantins: Araguaína, Palmas e Gurupi;

  • Amazonas: Coari, Humaitá, Manaus, Manicoré, Maués, Parintins, Tabatinga e Tefé;

  • Pará: Abaetetuba, Altamira, Belém, Bragança, Breves, Cametá, Itaituba, Marabá, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Paragominas, Parauapebas, Portel, Redenção, Santana do Araguaia, Santarém, São Félix do Xingu e Tucuruí.

Região Nordeste

  • Alagoas: Arapiraca e Maceió;

  • Bahia: Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Brumado, Eunápolis, Feira de Santana, Guanambi, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista;

  • Ceará: Crateús, Fortaleza, Iguatu, Juazeiro do Norte, Quixadá, Russas e Sobral;

  • Maranhão: Bacabal, Balsas, Caxias, Chapadinha, Imperatriz, Pinheiro e São Luis;

  • Paraíba: Campina Grande, João Pessoas, Patos e Sousa;

  • Pernambuco: Caruaru, Garanhuns, Petrolina, Recife e Serra Talhada;

  • Piauí: Floriano, Parnaíba, Picos PI e Teresina;

  • Rio Grande do Norte: Caicó, Mossoró e Natal;

  • Sergipe: Aracaju.

Região Centro-oeste

  • Distrito Federal: Brasília;

  • Goiás: Anápolis, Catalão, Goianésia, Itumbiara, Mineiros, Rio Verde e Goiânia;

  • Mato Grosso do Sul: Campo Grande, Corumbá, Dourados e Três Lagoas;

  • Mato Grosso: Alta Floresta, Cárceres, Cuiabá, Rondonópolis, Sinop e Tangará da Serra.

Região Sudeste

  • Espírito Santo: Cachoeiro de Itapemirim, Colatina, São Mateus e Vitória;

  • Minas Gerais: Almenara, Araçuaí, Araxá, Barbacena, Belo Horizonte, Curvelo, Diamantina, Divinópolis, Governador Valadares, Ipatinga, Ituiutaba, Janaúba, Januária, Juiz de Fora, Lavras, Montes Claros, Muriaé, Paracatu, Passos, Patos de Minas, Pirapora, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Uberaba e Uberlândia;

  • Rio de Janeiro: Angra dos Reis, Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Macaé, Petrópolis e Volta Redonda.

  • São Paulo: Araçatuba, Bauru, Campinas, Itapeva, Marília, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba.

Região Sul

  • Paraná: Cascavel, Curitiba, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Londrina, Maringá, Ponta Grossa e Umuarama.

  • Rio Grande do Sul: Bagé, Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santo Ângelo e Uruguaiana.

  • Santa Catarina: Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis,  Joinville e Lages.

Cronograma do concurso nacional unificado

A expectativa é que o edital unificado seja publicado até dezembro de 2023. Entenda os detalhes:

  • Edital até dezembro de 2023;

  • Provas da 1° fase em 25 de fevereiro ou março de 2024 (sujeito a mudança);

  • Resultados gerais da 1° fase até final de abril de 2024;

  • Início dos cursos de formação em junho/julho de 2024;

  • Início do processo de alocação e ambientação dos servidores em julho/agosto de 2024.

Concurso nacional unificado: Assinatura Ilimitada do Gran

Adquira a assinatura ilimitada do Gran e tenha acesso aos melhores professores e materiais para sua preparação. Potencialize sua aprendizagem para o concurso nacional unificado. Entenda os benefícios:

  • Mapas mentais;

  • Resumos;

  • Exercícios;

  • Download de videoaulas e PDFs;

  • Mentorias diárias;

  • Fórum de dúvidas;

  • Programa de estudos;

  • Dashboard de performance;

  • Acessibilidade;

  • Leis esquematizadas;

  • Simulados.

Resumo do concurso nacional unificado

Concurso nacional unificado

Concurso Nacional Unificado (CNU)

Situação atual

previsto

Banca organizadora

a definir

Cargos

diversos

Escolaridade

níveis médio e superior

Carreiras

administrativa

Lotação

nacional

Número de vagas

7.826 vagas

Remuneração

até R$ 22 mil

 

Com Informações: https://blog.grancursosonline.com.br

Categoria: Notícias