Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

DESTAQUE DO MARANHÃO: “Trilhas” de Alberto Pessoa é indicado para o maior prêmio da literatura brasileira


O escritor maranhense, jornalista Alberto Pessoa teve a sua mais recente obra, “Trilhas”, indicado para concorrer ao Prêmio Jabuti de Literatura, o mais importante concurso literário do Brasil.

Trilhas é uma obra do gênero contos que traz luz aos leitores na primavera austral. Nesta obra, o leitor encontra uma pluralidade de textos de uma forma significativa, tratando-se de uma produção consistente no estilo e tema, despertando assim o gosto pela leitura, de modo que se apreciem os inúmeros valores culturais, geográficos e históricos que de seus textos proliferam. Ao escrever Trilhas, o autor se vê impelido a escrever e escrever, cumprindo a designação de transformar fatos do dia a dia, do cotidiano, e fatos reais ou imaginários em textos bem elaborados, que dignificam o leitor. Leia com calma, a curtos passos, assim perceberá que durou pouco, que a leitura foi rápida pela agradabilidade, uma harmonia social. Alberto Pessoa é empático e altruísta, com pontuação alta nessa dimensão; a faceta do autor deixa confiança para o leitor. Convidamos o leitor a seguir nestas Trilhas, de forma rudimentar, mas prazerosa, em aventuras de um verdadeiro documentário geográfico, poético e literário”, comentou o escritor brasiliense Rômulo Victor.


“Trilhas é o resultado de experiências vivenciadas por este autor nas estradas da vida. Transformadas em peças literárias onde o real e o imaginário se misturam, produzindo mensagens críticas que podem ser traduzidas pelo leitor e agregadas ao seu conhecimento. São contos e crônicas elaboradas a partir das relações cotidianas e dos acontecimentos pessoais que trazem à luz sentimentos, angústias, prazeres e satisfações que movem o ser humano.

Trilhas

O livro traz luz aos leitores na primavera austral de 2022. Nesta obra, o leitor encontrará uma pluralidade de textos de uma forma significativa, tratando-se de uma produção consistente no estilo e tema, despertando assim o gosto pela leitura, de modo que se apreciem os inúmeros valores culturais, geográficos e históricos que de seus textos proliferam. Ao escrever contos e crônicas, o autor se vê impelido a escrever e escrever, cumprindo a designação de transformar fatos do dia a dia, do cotidiano, e fatos reais ou imaginários em textos bem elaborados, que dignificam o leitor. Leia com calma, a curtos passos, assim perceberá que durou pouco, que a leitura foi rápida pela agradabilidade, uma harmonia social. Alberto Pessoa é empático e altruísta, com pontuação alta nessa dimensão; a faceta do autor deixa confiança para o leitor. Convidamos o leitor a seguir nestas Trilhas, de forma rudimentar, mas prazerosa, em aventuras de um verdadeiro documentário geográfico, poético e literário.

Entrevista (concedida ao grupo Editora Scortecci-SP )

Olá Alberto. É um prazer contar com sua participação na Revista do Livro da Scortecci

Do que trata o seu Livro?

A obra Trilhas é o resultado de experiências vivenciadas por este autor nas estradas da vida. Transformadas em peças literárias onde o real e o imaginário se misturam, produzindo mensagens críticas que podem ser traduzidas pelo leitor e agregadas ao seu conhecimento. São contos e crônicas elaboradas a partir das relações cotidianas e dos acontecimentos pessoais que trazem à luz sentimentos, angústias, prazeres e satisfações que movem o ser humano.

Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
A inspiração que trouxe à tona Trilhas se fez necessária em virtude da necessidade de externar satisfações e insatisfações que, avaliadas, poderão servir como incentivos positivos na caminhada que norteia nosso dia a dia. É uma obra que pode ser acessível ao pensamento de pessoas desde a tenra idade até a sua maturidade, pois as sugestões ali inseridas devem proporcionar um alimento aos nossos corações, nos enchendo, de fato, de amor e bom ânimo.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?

Eu sou um sonhador, que através da busca pelo conhecimento procuro alcançar os meus objetivos de vida. A obra Trilhas é a terceira publicada nesse gênero literário, tendo produzido também trabalhos poéticos. Ao escrever livros materializo as minhas emoções, em testemunhos adquiridos no decorrer de minha existência. É bem verdade, que é necessário deixar o legado para a posteridade. Ensinar por meio das obras literárias é dar o exemplo de perspicácia, esperança, fé. Eu tive filhos. A continuidade da vida pode ser expressa mediante, por exemplo, ao plantio de árvores, pois assim temos a certeza da concretização do amor e da manutenção do futuro. “O tempo não pode ser segurado; é uma tarefa a ser feita e levamos para casa … Não pare de fazer alguma coisa que te dá prazer por falta de tempo, não pare de ter alguém ao seu lado ou de ter prazer na solidão…”, Mário Quintana.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?

Ser escritor no Brasil é, acima de tudo, uma vocação. A falta de política pública de incentivo à leitura, bem como a inércia social na promoção de eventos e atores para fomentar práticas que estimulem o saber e a cultura, causam o desencorajamento do ler, do conhecer. A produção editorial tem crescido, entretanto, as consequências da desvalorização da educação impedem determinantemente a criatividade dos indivíduos, barrando o consumo de livros.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?

A Scortecci é uma referência na produção de obras literárias, didáticas e de cunho científico. Tem uma larga experiência no mercado editorial.
A Scortecci, desde 1982, se dedica à impressão, promoção e comercialização de livros. Conta com uma evolução dinâmica na promoção de conhecimento através de cursos e palestras no fomento da cultura literária brasileira.
Como professor e autor vejo a contribuição que a editora tem dado à educação, com trabalho de excelência onde o acesso é facilitado mediante projetos voltados para o público.


A editora Scortecci tem uma visibilidade ampla ao publicar livros, organizar concursos literários e antológicos, realizar recitais e eventos culturais,
É uma editora premiada pela sua performance no mercado nacional com repercussão e qualidade internacional. É reconhecida com láureas literárias: Jabuti (Câmara Brasileira do Livro), APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), FBN (Fundação Biblioteca Nacional), ABL (Academia Brasileira de Letras) e PEN Clube. Foi finalista do Prêmio Jabuti por mais seis vezes nas categorias: Poesia, Contos e Reportagem.


Possui gráfica própria com tecnologia digital (Canon), sofisticado controle de vendas e central de logística com infraestrutura completa para atender qualquer pedido de livro. Tudo isso, atrai o seu público pela certeza de que têm-se os requisitos satisfatórios para o êxito dos trabalhos. Assim é considerada amiga do Brasil.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?

O Livro Trilhas editado pela Scortecci deve ser lido por trazer reflexões, sobre a vida, em uma visão holística sobre o mundo e suas facetas. Aborda questões sociais de forma suscinta, mas que mostra o quanto devemos atentar para contribuição de um mundo melhor. Você vai enveredar por uma viagem de pensamentos, sentimentos, construídos como quem burila um diamante para apresentar à vida: com dedicação. Leia e descubra o que Trilhas lhes dizem nas entrelinhas paralelas desta obra inédita.


Aos meus leitores eu expresso gratidão, ao tempo em que me redimo pelas falhas eventuais. Prometo a continuidade da perseverança, da fé e da esperança em melhores dias para todos.

Categoria: Notícias