Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

BASTIDORES DO PODER: Só estou morto quando estiver enterrado, diz Bolsonaro sobre 2026

Ex-presidente afirma que, por ora, o foco do PL é em eleger o máximo de prefeitos nas eleições de 2024

Condenado pelo TSE, Bolsonaro está fora das eleições de 2024, 2026 e 2028.

Inelegível até 2030, depois de ter sido condenado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por abuso de poder político na reunião com embaixadores em que criticou as urnas eletrônicas, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) diz que não está fora do jogo politico. “Sobre 2026, eu costumo dizer que só estou morto quando estiver enterrado”, afirmou em entrevista à revista Crusoé divulgada nesta 6ª feira (28.jul.2023).

Bolsonaro afirma que o foco agora são as eleições de 2024: “Talvez a gente consiga fazer 1.000 prefeituras, essa é a meta do Valdemar [Costa Neto, presidente do PL]. Tem muito prefeito vindo para o nosso lado. No momento, estamos com um problema que todos os partidos gostariam de ter: candidatos em excesso. O que nós queremos é que a esquerda não ganhe mais municípios por aí”.

O ex-presidente tem realizado um giro de viagens pelo país para dar projeção ao PL por meio de seu nome. Nesta semana, foi para São Paulo para participar da cerimônia de filiação ao PL do vereador paulista Fernando Holiday e do comentarista político Lucas Pavanato. Valdemar Costa Neto, presidente do partido, tem dito nas últimas semanas que sua intenção é eleger até 1.500 prefeitos nas eleições do ano que vem.

Sobre a aliança que o PL deve fechar pela reeleição de Ricardo Nunes (MDB) na Prefeitura de São Paulo, Bolsonaro disse que as conversas estão bastante avançadas. Seu partido espera garantir a derrota do deputado federal Guilherme Boulos (Psol-SP), apoiado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no pleito.

“Ele [Nunes] é uma pessoa humilde, que tem trabalhado. Para a vaga de vice, temos alguns nomes, mas não pode ser casamento arranjado. O vice tem que ser alguém que colabore com o nosso município. Então falta eu e o Nunes tomarmos algumas tubaínas juntos para marcar a data do casamento. O Valdemar já declarou amor, eu estou na iminência de fechar. Um namoro um pouco mais demorado é bem-vindo”, afirmou. 

 

Categoria: Notícias