Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

CAXIAS EM DETALHES: Shin-Kirin-Heineken”, agride meio ambiente, diz Advogado…

Em carta dirigida à Câmara, advogado diz que fábrica de bebidas agride patrimônio hídrico de Caxias

O presidente da Câmara de Vereadores de Caxias, vereador Catulé (PRB), trouxe ao expediente de quarta-feira (23) a correspondência do advogado caxiense Frederico José Ribeiro Brandão ao prefeito Fábio Gentil, com cópia dirigida ao legislativo, sobre “a crescente agressão a uma das mais importantes reservas do patrimônio hídrico do município, pela exploração sem limites e fora das vistas do poder público local pela empresa de bebidas Shin-Kirin-Heineken”.

“Há alguns anos, sob grande expectativa da comunidade caxiense, instalava-se no município um empreendimento industrial apontado como capaz de oferecer centenas de oportunidade de empregos e de gear recursos fiscais de monta ao erário público. Hoje, passados vários anos desde o seu início e já acumulando várias sucessões administrativas na empresa, o que fora prometido, em empregos e benefícios fiscais, permanece sem confirmação e sob o silêncio do poder público municipal”, inicia a carta.

O advogado questiona ainda a falta de transparência quanto à instalação e funcionamento do empreendimento e propõe um amplo debate sobre o assunto. “É tarde, mas ainda é tempo de o poder público municipal promover entendimentos entre as partes, a fim de estabelecer limites ao consumo desenfreado de reserva hídrica por parte da empresa mencionada; de estabelecer obrigações adicionais àquelas porventura contratadas na origem, de modo a que venham para o município compensações financeiras pelo uso da água”.

Em seu posicionamento, Catulé falou sobre o respaldo do denunciante e reforçou o conteúdo apresentado. “Eu fiz questão de ler aqui, pois essa tratativa eu discuti demais nesta Casa e nunca fui bem visto pela Schincariol. Essa fábrica já foi de muitas pessoas e agora é dos holandeses. Os governos federal e municipal da época isentaram em mais de 30 anos de impostos e agora, na calada da noite, construíram a fábrica de água mineral, e nessa Casa ninguém soube. Não gerou e continua não gerando rendas, porque não paga impostos, e consequentemente não gerou empregos. Dá esmolas para eventos. E o produto ainda é mais caro aqui do que lá fora. Além do que, ressalte-se que há falta de água no planeta e, no nosso município, isso já é visível por causa de uma Schincariol que nem paga por isso. Parabéns a este advogado, por esta carta de alerta a esta Casa e ao prefeito municipal”.

Fonte: Ascom/ Câmara de Caxias

Categoria: Sem categoria

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.