Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

Concurso AGU 2017: Pedido de concurso para 1.364 vagas avança no Planejamento!

Advocacia Geral da União tem a expectativa de divulgar o seu edital de concurso (Concurso AGU 2017/2018) em breve. Acontece que o órgão solicitou no último dia 23 de fevereiro (veja abaixo), autorização ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) para realização de um novo certame com 1.364 vagas.

E o pedido avançou na última terça-feira, 28 de março. A solicitação passou por seis setores do órgão, sendo repassado, no final do dia, para o Gabinete/SEGRT/Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. De acordo com relatório divulgado na última quinta-feira, 09 de março de 2017, a solicitação do Concurso AGU é para um total de 1.364 vagas.

Distribuição das Vagas do Concurso AGU 2017

O Concurso AGU 2017 reservará oportunidades para Assistente Técnico Administrativo (349 vagas), Técnico em Contabilidade (433 vagas); requisito de nível médio completo; e Administrador (170 vagas), Analista de Sistemas (38 vagas), Analista Técnico-Administrativo (20 vagas), Arquivista (17 vagas), Bibliotecário (18 vagas), Engenheiro (15 vagas), Contador (258 vagas), Estatístico (16 vagas), Médico (09 vagas), Técnico em  Assuntos Educacionais (10 vagas), Técnicos em Comunicação Visual (11 vagas); com requisito de nível superior.

Novidade! Concurso AGU 2017 em todo o país!

Diferente do que muitos cogitam, a Advocacia Geral da União (AGU) não concentra suas atividade somente em Brasília (DF), sua sede. Acontece que o órgão presta consultoria e assessoramento jurídicos aos órgãos do Poder Executivo e exerce a representação judicial e extrajudicial nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, e de órgãos que prestem serviço à Justiça.

As oportunidades neste novo concurso será para todo o país. De acordo com a AGU, a distribuição das vagas pelo país ainda não foi definida, o que acontecerá somente após um eventual aval.

O Tribunal de Contas da União (TCU) já recomendou que a Advocacia Geral da União empenhe-se na adoção de providências tendentes a suprir-se de quadro de pessoal efetivo, de modo que o instituto da requisição passe a ser utilizado tão somente pelo tempo necessário ao atendimento do interesse público específico e pontual que motivou a requisição, deixando de servir como forma de preenchimento permanente dos quadros funcionais do órgão requisitante, cujos cargos devem ser providos por meio de concurso público.

Outro reforço para abertura do certame é o projeto de lei 4253/2015, que visa a criação de vagas em diversos órgãos federais. O PL já tramita na Câmara dos Deputados e em breve deverá ser aprovados pelo Congresso Nacional. De acordo com o documento, atualmente, para atender aos mais de oito mil membros das carreiras jurídicas da Advocacia-Geral da União, a AGU conta com o apoio de 3.998 servidores, sendo que desses 2.432 são cedidos ou requisitados de outros órgãos, sendo que apenas 1.313 deles são provenientes do Poder Executivo Federal.

Últimos Concursos

O último concurso da AGU para Advogado aconteceu em 2015, sob coordenação do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Os inscritos foram avaliados por provas objetivas, cujas provas foram aplicadas em todos os Estados e no Distrito Federal.

Já para área de apoio, o último concurso da Advocacia Geral da União (AGU) aconteceu em 2014, quando contou com 100 vagas, distribuídas entre Brasília (sede) e Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR).

Foram oferecidas oportunidades para analista de sistemas (10 vagas), analista técnico administrativo (49 vagas), bibliotecário com registro profissional (3 vagas), técnico em comunicação social (3 vagas), técnico em contabilidade (17), agente administrativo (10), administrador (04), economista (02) e contador (02). O IDECAN realizou o certame.

Sobre a AGU

A Advocacia-Geral da União é uma instituição pública que tem como objetivo a representação da União no campo judicial e extrajudicial, sendo-lhe, ainda, reservadas as atividades de consultoria e assessoramento jurídico do poder executivo, nos termos do art. 131 da Constituição Federal.

FONTE: http://noticiasconcursos.com.br

Categoria: Sem categoria

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.