Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

ACONTECEU EM CAXIAS: Juiz extingue processo de Paulo Marinho contra expedição de diploma ao vereador Catulé…

           Paulo Marinho perde mais uma na Justiça

 

O juiz eleitoral Gilson Ramalho de Lima extinguiu o processo do ex-candidato a vereador Paulo Marinho contra a expedição de diploma ao vereador eleito Catulé.

Para tornar extinto o processo, sem resolução do seu mérito, o magistrado apontou como prejudicada a análise da questão preliminar referente à irregularidade da representação e ainda a falta de interesse jurídico do próprio Paulo Marinho.

No processo, Paulo Marinho acusou o vereador eleito Catulé de ter praticado abuso de poder político e econômico para poder se eleger em 2020 e, ainda, que teria havido a existência de falhas e/ou manipulação dos dados da totalização das eleições em Caxias, uma vez que o Chefe de Cartório da 4.ª Zona Eleitoral, Jardel Oliveira, seria sócio-proprietário de um hotel, cuja gestão seria da responsabilidade de Catulé .

Com Informações: https://jotoniovianna.com.br//via O Informante/JP).

TRISTE REALIDADE: O número que incomoda o governador Flávio Dino

Foto: ( Divulgação )

Para mudar o cenário da vacinação no estado, o governador Flávio Dino, anunciou, neste domingo (22), a contratação de técnico de enfermagem e digitadores para agilizar a vacinação contra a Covid-19, nos municípios maranhenses com mais de 50 mil habitantes.

Segundo o governador, ao todo serão contratados 573 profissionais para 191 municípios.

“Vamos contratar, no âmbito da Força Estadual de Saúde, 2 técnicos de enfermagem e 1 digitador para cada município com menos de 50.000 habitantes. Objetivo é agilizar a vacinação contra coronavírus nesses 191 municípios do Maranhão. Serão 573 profissionais mobilizados”, afirmou Flávio Dino.

Para pressionar os prefeitos a atualizarem os dados da vacinação nos municípios maranhenses, Flávio Dino já havia anunciado a suspensão do envio da vacina para as cidades que não tivessem vacinado pelo menos 60% da sua população.

Os números da vacinação no país incomodam o governador Flávio Dino. É que o Maranhão aparece entre os estados com menores índices de vacinação no país.

Até ontem, segundo mostrou o Fantástico, da Rede Globo, o Maranhão tinha vacinado apenas 3,71% da sua população. O índice é o mesmo do estado de Mato Grosso e coloca o Maranhão à frente apenas de Rondônia (3,50%) e do Pará (3,29%).

Os estados que mais vacinaram no país são Amazonas (9,17%), São Paulo (7,41%) e Distrito Federal (6,37%).

Com Informações: https://linharesjr.com/via Blog Zeca Soares

GIRO PELO BRASIL: Maioria da população brasileira considera justa condenação de Lula

Nesta segunda-feira (22), o Datafolha divulgou uma pesquisa sobre a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, que anulou as condenações do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Fachin não adentrou no mérito dos eventuais crimes, mas apenas se limitou a dizer que a Justiça Federal do Paraná não tinha competência para analisar as investigações contra o ex-presidente.

No entanto, a maioria da população brasileira não aprovou a atitude. O levantamento apontou que 57% dos brasileiros consideram justa a condenação de Lula (caso triplex do Guarujá), contra 38% que consideraram injusta. Já 51%  dos entrevistados, acham que o ministro Edson Fachin agiu mal ao anular essa e outras decisões que alcançavam o petista, no âmbito da Lava Jato.

A pesquisa ouviu 2.023 brasileiros adultos, que possuem telefone celular, em todas as regiões e estados do país, entre os dias 15 e 16 de março. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Com Informações: https://www.blogdojorgearagao.com.br

Covid-19: Caxias registrou 21 mortes e 403 novos casos em uma semana

Elevados índices da pandemia no município foram computados entre a segunda-feira (15) e este domingo (21). A quinta-feira (18), apresentou os números mais elevados do período, com 118 novos casos e 5 mortes.

Sendo que, neste domingo (21), o Boletim Epidemiológico aponta 41 novos casos de pessoas com a Covid-19 na cidade e 2 óbitos.

Com Informações: https://portalsinalverde.com

CODÓ EM DESTAQUE: 5 ANOS SEM JOÃO MACHADO

João Batista Machado/ Nasc: 24/07/1925 – Falecido: 22/03/2016

 

Profº Carlos Gomes

 

João Batista Machado, codoense, nasceu a 24 de junho de 1925 e faleceu no dia 22 de março de 2016, aos 91 anos de idade, incompletos.

Neste breve e singular escrito trazemos à lembrança de familiares e amigos do emérito escritor João Machado, a data de 22 de março, quando de sua transição deste solo abençoado Codó, para a Glória Divina, juntar-se ao Senhor dos mundos e seus Arcanjos.

Os dados biográficos deste codoense ilustre são de uma riqueza de detalhes, os quais tive a honra e o privilégio de escrever e publicar na Revista Leia Hoje – ano 2000 – folha 62.

Ao finalizar esse escrito singular, acrescento que este homem simples e de alma pura, criou e presidiu todas as instituições Culturais de Codó, além de deixar seus valiosos livros: Codó – Histórias do fundo do Baú e o Imaginário Codoense.

Querido amigo e professor João Machado, com seu falecimento deixou um vazio no mundo literário, no seio dos familiares e amigos.

Codó-MA, 22 de março de 2021.

 

GIRO PELO BRASIL: Após se tornar alvo da Polícia, Ciro acusa Bolsonaro de “tentativa de intimidação”

Por meio das redes sociais, o ex-ministro do Governo Lula, Ciro Gomes (PDT), acusou o presidente da República, Jair Bolsonaro, de “tentativa de intimidação”.

Ciro Gomes se tornou alvo de investigação da Polícia Federal (PF) por suposto crime contra a honra do presidente. A abertura do inquérito foi autorizado pelo próprio Jair Bolsonaro.

No decorrer de uma entrevista no final do ano passado, concedida a uma rádio cearense, o ex-ministro disparou uma série de ofensas pesadas contra o presidente. Ele chegou a afirmar que o chefe do Poder Executivo Federal era “ladrão”.

Nesta sexta-feira (19), durante entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, Ciro chegou a ironizar o caso. “Fui informado da abertura desse inquérito há cerca de dez dias. Estou pouco me ligando” — disse. No entanto, pelas redes sociais, ele mudou de postura e acusou o presidente de tentativa de intimidação.

“Particularmente não ligo para esse ato contra mim, mas considero grave a tentativa de Bolsonaro de intimidar opositores e adversários. Entendo que é um ato de desespero de quem vê sua imagem se deteriorar todos os dias pela gestão criminosa do Brasil na pandemia” — escreveu Ciro.

Conhecido por sua “língua afiada”, o ex-ministro responde em torno de 74 processos por 244 acusações e xingamentos.

Fonte: https://portalbr7.com//VIA Pleno News

CODÓ EM FOCO: Ex-prefeito de Codó e atual secretário de obras encontra-se intubado na UTI do Hospital São Domingos em São Luís.

Prefeito de Codó Dr. Zé Francisco comunica o estado de Saúde do atual Secretário de Obras de Codó. LEIA ABAIXO: 

“Informamos com a autorização da senhora Tereza Castro, esposa do Dr. José Inácio (secretário de obras do município de Codó) que o mesmo precisou ser intubado nessa madrugada. O mesmo, encontra- se, agora, internado na UTI do Hospital São Domingos em São Luís, recebendo todos os cuidados intensivos necessários para sua recuperação. Importante ressaltar, que a senhora Tereza Castro, nos contactou para informar esse fato da intubação, assim como solicitou que comunicássemos a toda a sociedade codoense e que peçamos orações para a rápida e completa recuperação do nosso amigo, pai de família e ser humano exemplar que é o Dr. Jose Inácio.
Em nome da SEMUS, rogamos por essa recuperação e oportunamente agradecemos pela corrente de oração realizada em frente ao HGM, pelo conselho de pastores. São tempos muitos difíceis e somente com a ciência, a fé e o poder do nosso senhor Jesus Cristo conseguiremos vencer esse vírus que tem trazido tantas perdas humanas e sofrimento a todos nós. Obrigado e que Deus nos abençoe e vamos manter as medidas sanitárias e muita oração. Precisamos orar, clamar por Deus. Somente juntos podemos vencer. Esqueçamos as diferenças políticas. Nosso problema é combater o vírus.”

Secretaria Municipal de Saúde – SEMUS
Prefeitura Municipal de Codó

CAXIAS ENTRISTECIDA: URE de Caxias lamenta a morte de educador por COVID-19

NOTA DE PESAR

Jose de Ribamar de Melo Ribeiro, 70 anos

 

A Unidade Regional de Educação de Caxias, amanheceu de luto, manifestamos nosso profundo pesar pelo falecimento do professor Jose de Ribamar de Melo Ribeiro, 70 anos, estava em processo de aposentadoria, trabalhou até 2019 no CE DIAS CARNEIRO, da Rede Estadual de Ensino.

Jose de Ribamar de Melo Ribeiro, 70 anos

 

Professor Zé Ribeiro, como era carinhosamente chamado por todos, partiu para casa do Pai, deixando esposa, filhos, netos, noras e grandes amigos. Caxias – MA, 21 de março de 2021. Marciana Bezerra: Gestora Regional de Educação Filomena Mousinho Simão: Diretora Regional de Educação

URGENTE: PCdoB recorre ao STF para barrar volta do auxílio emergencial

Ação do partido protocolada neste fim de semana é encarada como tentativa de atrasar concessão do benefício e contribuir para a instalação do caos econômico e social no Brasil

O PCdoB aproveitou o fim de semana para entrar no Supremo Tribunal Federal com uma ação que pode atrapalhar a volta do benefício. Mesmo após uma longa discussão entre senadores, deputados federais, sociedade civil e Governo Federal que resultou na retomada do Auxílio Emergencial nesta semana por meio de Proposta de Emenda Constitucional (186/19) aprovada, o partido tenta judicializar a questão. Uma possível batalha judicial poderia atrasar a concessão do benefício, o que seria a verdadeira intenção do partido.

O governador maranhense Flávio Dino (foto), um dos líderes do PCdoB (que não concedeu auxílio emergencial em seu estado mesmo após o apelo de diversos setores da sociedade e classe política) defendeu a ação no STF que pode impedir a concessão da segunda etapa do benefício em suas redes sociais.

A volta do benefício só foi possível graças articulação que estipulou R$ 40 bilhões a serem concedidos a pessoas em situação de vulnerabilidade. A proposta criticada pelo PCdoB foi aprovada na Câmara Federal com o apoio de cerca de 70% dos deputados.

No ano passado o governo brasileiro gastou R$ 250 bilhões com o auxílio. Com a nova remessa, o montante de recursos destinados para a medida em sua totalidade chegará a cerca de R$ 300 bilhões. O valor pago pelo governo de Jair Bolsonaro equivale ao gasto de 30 anos do Bolsa Família.

Na tentativa de frear o êxito do auxílio emergencial, o PCdoB entrou no STF alegando que o valor “é baixo”.

O partido argumenta que o gasto de R$ 300 bilhões é pouco e que os valores do novo auxílio, que irão variar entre R$ 150 e R$ 400, não são suficientes.

Deputados federais e senadores nos bastidores do Congresso Nacional afirmam que a verdadeira intenção do PCdoB é atrasar a concessão do benefício para contribuir para a instalação do caos econômico e social no país. O sacrifício da população mais pobre teria como meta o desgaste da imagem do presidente Jair Bolsonaro.

A ação do PCdoB é de natureza semelhante à atuação do ex-presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), que engavetou reformas e impediu a votação de propostas que poderiam ter amenizado os impactos da crise gerada pela pandemia. Maia foi acusado de sabotar o país com o intuito de desgastar o presidente. Mesma intenção do PCdoB com a ação contra o Auxílio Emergencial.

Mesmo sabendo que o novo valor é o possível, que foi amplamente debatido entre parlamentares de todo o país e que só foi concretizado por meio de Projeto de Emenda Constitucional, o governador maranhense repetiu a versão, considerada por muitos mentirosa, de que a ação tem como meta “aumentar o valor do auxílio”.

O fato é que, caso acatada a ação do PCdoB, seu único efeito prático será o atraso do benefício e a piora no caos que afeta o país.

Com Informações: https://linharesjr.com

NOTÍCIAS DO MARANHÃO: Mais de 1.02 milhão de doses de vacinas chegarão ao Brasil neste domingo

Este primeiro lote é resultado da parceria com o consórcio Covax-Facility

Foto: Reprodução

Neste domingo (21), o Brasil receberá 1.022.400 doses de vacina contra a Covid-19, o primeiro lote do resultado da parceria com o consórcio Covax-Facility. Por volta das 18h, os imunizantes devem chegar em território brasileiro.

No entanto, as doses possuem um limite quanto ao seu vencimento, sendo 90% até o dia 31 de março deste ano e 10% até 30 de abril.

A Covax-Facility é uma iniciativa de consórcio entre diversos países que sustenta um fundo coletivo com o objetivo de se realizar a compra dos imunizantes em conjunto, para garantir o acesso rápido e equilibrado entre as nações. A aliança faz parte de planos da Organização Mundial da Saúde (OMS).

145 países ao redor do mundo compõem o consórcio, com estimativas de envios das vacinas neste primeiro semestre de 330 milhões de doses da farmacêutica Pfizer/BioNTech e Oxford/AstraZeneca.

Com Informações: https://oimparcial.com.br