Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

EM TEMPO: “BRONCO SIM, DESONESTO E COVARDE NÃO!!!”

Foto: ( Divulgação )

 

Por: Pedro Barros

 

O Covid-19, juntos com todas as crises existentes em nosso País, têm suscitado dúvidas, comentários e julgamentos indesejáveis; e, às vezes precipitados, por parte da imprensa, sobre a postura do nosso Presidente Jair Bolsonaro! A imprensa não perdoa!… Acho que por isso, seu estado permanente de defesa e revide naturais…

Ele, muitas das vezes é Bronco sim, mas é acima de tudo um Patriota Honesto e Corajoso! Tem seus defeitos, do mesmo modo! E quem não os tem?!…mas é honesto e não foge da raia! É macho e tem combatido, de frente, a “PESTE” que de fato, tem destruído nosso País – “A CORRUPÇÃO GENERALIZADA”!

Porém, aqui cabe se fazer um comentário que me parece oportuno! Sabe-se, que muitas medidas estão sendo tomadas, dentro do seu governo, com vistas a estancar o Vírus Covid-19, e conter outras crises que poderão advir em decorrência dele!…

São muitas as ações do Governo Federal, visando favorecer os brasileiros e empresas nesse momento de incertezas!

Dentro desse contexto, chamaria a atenção das autoridades para uma situação que poderá trazer consequências indesejáveis, e tão letais quanto o próprio Vírus: “NÃO DISPONIBILIZEM RECURSOS DIRETOS PARA ESTADOS E MUNICÍPIOS”!!! “NÃO BOTEM DINHEIRO VIVO NAS MÃOS DESSES PILANTRAS!!! Pelo amor de Deus senhor Presidente, não permita que façam isso, porque se permitir, vão desviar quase tudo para a campanha política de 2020, que se avizinha! Ao invés disso, mande comprar todos os insumos, medicamentos e instrumentos necessários ao combate do Vírus, através de cada Ministério envolvido; pois se vacilaram vai morrer muita gente por falta de assistência e ações pontuais dentro dos Hospitais!…

Do mesmo modo, determine que os critérios de seleção dos beneficiários dos R$600,00/1.200,00, a serem distribuídos às pessoas que vivem no mundo da informalidade sejam rigorosos e justos; a fim de que os intermediários e oportunistas de plantão, não se utilizem desses recursos para satisfazer a avidez de cada um deles por riqueza fácil, promovida por facilidades, inconsistência técnica em sistemas, fragilidade, e às vezes pela própria ignorância dos beneficiários verdadeiros! Não descuide Sr. Presidente, porque o povo “continua pobre,” necessitado e desprotegido!

Vigie, fiscalize e cuide de todos os mecanismos a serem utilizados na implementação dessas ações, para que não se transformem em esperanças esvaídas no universo que mantém os mais espertos e que sempre penaliza os mais fragilizados!

ECONOMIA BRASIL: Empregado suspenso do trabalho receberá até 100% do seguro-desemprego

Jornada reduzida terá complementação de renda pelo governo

© Marcello Casal/Agência Brasil

Por: Da redação com informações Agência Brasil

 

O empregador poderá acordar, por meio de negociações individuais ou coletivas, a suspensão do contrato de trabalho com os empregados por até 60 dias, com direito a receber seguro-desemprego. A medida foi divulgada nesta quarta-feira (1º) pelo secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco, como forma de diminuir efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus. 

O mecanismo consta da medida provisória de preservação do emprego, a ser enviada pelo governo ao Congresso. Segundo a equipe econômica, o governo gastará R$ 51,2 bilhões com o programa que evita demissões por causa das medidas adotadas no país para evitar uma maior disseminação da covid-19.

As micro e pequenas empresas, que faturam até R$ 4,8 milhões por ano, poderão dispensar temporariamente os funcionários sem pagar nenhuma parte do salário, com o governo bancando 100% do seguro-desemprego ao qual o trabalhador teria direito caso fosse demitido. As negociações individuais valerão para os empregados que ganham até três salários mínimos (R$ 3.135) ou para o trabalhador de nível superior que receba mais de R$ 12.202,12, o dobro do teto da Previdência Social.

As médias e grandes empresas, que faturam mais que R$ 4,8 milhões por ano, terão de bancar 30% do salário durante a suspensão do contrato, com o governo pagando 70% do seguro-desemprego. Os tipos de funcionários que podem aderir às negociações individuais permanecem os mesmos para as empresas de menor porte.

No caso de negociações coletivas, aprovadas em assembleias virtuais pelos sindicatos da categoria, a suspensão com complementação de renda valerá para todos os empregados da empresa. O empregado não precisará pedir o seguro-desemprego. Segundo o secretário de Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Dalcomo, o governo depositará automaticamente o valor na conta do trabalhador assim que for notificado da negociação.

O prazo máximo da suspensão dos contratos corresponde a 60 dias. A interrupção do contrato de trabalho precisa ser pactuada por acordo individual escrito entre empregador e empregado, devendo a proposta ser encaminhada ao empregado com antecedência mínima de dois dias corridos. O empregador deverá manter os benefícios pagos aos empregados durante o período de suspensão, como vale alimentação e auxílios, e o empregado não poderá ser requisitado para trabalho remoto ou a distância.

A medida provisória também institui garantia provisória do emprego durante o período de suspensão e após o restabelecimento da jornada por período equivalente ao da suspensão. Ou seja, uma suspensão de dois meses, garante uma estabilidade de quatro meses no emprego.

Jornada reduzida

O empregador também poderá acordar a redução proporcional da jornada de trabalho por até três meses, com diminuição do salário na mesma proporção. Assim como na suspensão, o governo bancará o restante do salário com parte do seguro-desemprego a que o trabalhador teria direito.

A medida provisória prevê três tipos de redução de salário e de jornada: 25% do rendimento, com o governo bancando 25% do seguro-desemprego; 50%, com o governo pagando os 50% restantes; e 70%, com o governo complementando 70% do seguro-desemprego. A redução de 25% pode ser acordada com todos os empregados, individualmente ou coletivamente. As demais diminuições podem ser pactuadas individualmente apenas por quem ganha até três salários mínimos ou por trabalhador com nível superior que receba mais que o dobro do teto da Previdência (R$ 12.202,12) ou coletivamente por todos os funcionários.

A redução de jornada deve preservar o valor do salário-hora de trabalho e está limitada a 90 dias. As demais condições permanecem as mesmas para a suspensão dos contratos: acordo individual escrito entre empregador e empregado, com proposta encaminhada ao empregado com antecedência mínima de dois dias corridos e estabilidade no emprego até o dobro do período de redução (com uma redução de jornada por três meses garantindo o emprego por seis meses).

Acordos coletivos

As atuais convenções ou acordos coletivos de trabalho poderão ser renegociados no prazo de dez dias corridos a contar da publicação da medida provisória. Para evitar aglomerações e acelerar as negociações, as assembleias poderão ser convocadas e realizadas por meios eletrônicos, com os prazos reduzidos pela metade em relação aos trâmites tradicionais.

Caso o empregado tenha fechado acordo individual com a empresa, prevalecerá a negociação coletiva. Se o acordo coletivo estabelecer porcentagens de redução de jornada e de salário diferentes das faixas estabelecidas pela medida provisória, a complementação do seguro-desemprego ocorrerá da seguinte forma: sem benefício emergencial do governo para reduções inferiores a 25%; seguro-desemprego de 25% para redução de jornada e de salário igual a 25% e menor que 50%; seguro-desemprego de 50% para reduções iguais a 50% e menores que 70%; e pagamento de 70% do seguro-desemprego para redução igual ou superior a 70%.

A jornada de trabalho e o salário anteriormente pago serão restabelecidos quando houver a cessação do estado de calamidade pública, o encerramento do período pactuado no acordo individual ou pelo empregador no fim do período de redução.

Com Informações: https://oimparcial.com.br

BOA NOTÍCIA: Cientistas chineses anunciam descoberta contra covid-19

Eles isolaram anticorpos que consideram eficientes contra o vírus

Foto: ( Divulgação )

 

Um grupo de cientistas chineses isolou vários anticorpos que considera “extremamente eficientes” para impedir a capacidade do novo coronavírus de entrar nas células, o que pode ser útil tanto para tratar quanto para prevenir a covid-19.

Atualmente, não existe tratamento comprovadamente eficaz para a doença, que surgiu na China e está se proliferando pelo mundo na forma de uma pandemia que já infectou mais de 850 mil pessoas e matou 42 mil.

Zhang Linqi, da Universidade Tsinghua, de Pequim, disse que um remédio feito com anticorpos como os que sua equipe descobriu poderia ser usado de forma mais eficaz do que as abordagens atuais, incluindo o que ele chamou de tratamentos “limítrofes”, como o plasma. O plasma contém anticorpos, mas é limitado pelo tipo de sangue.

No início de janeiro, a equipe de Zhang e um grupo do 3º Hospital Popular de Shenzhen começaram a analisar anticorpos do sangue colhido de pacientes recuperados da covid-19, isolando 206 anticorpos monoclonais que mostraram o que ele descreveu como uma capacidade “forte” de se ligar às proteínas do vírus.

Depois eles realizaram outro teste para ver se conseguiam de fato impedir que o vírus entrasse nas células, disse ele em entrevista à Reuters.

Entre os cerca de 20 anticorpos testados, quatro conseguiram bloquear a entrada viral, e desses dois foram “imensamente bons” para fazê-lo, disse Zhang.

Agora a equipe se dedica a identificar os anticorpos mais poderosos e possivelmente combiná-los para mitigar o risco de o novo coronavírus sofrer uma mutação.

Se tudo der certo, desenvolvedores interessados poderiam produzi-los em massa para testes, primeiro em animais e futuramente em humanos.

O grupo fez uma parceria com uma empresa de biotecnologia sino-norte-americana, a Brii Biosciences, na tentativa de “apresentar diversos candidatos para uma intervenção profilática e terapêutica”, de acordo com um comunicado da Brii.

“A importância dos anticorpos foi provada no mundo da medicina há décadas”, afirmou Zhang. “Eles podem ser usados para o tratamento de câncer, doenças autoimunes e doenças infecciosas”.

Os anticorpos não são uma vacina, mas existe a possibilidade de aplicá-los em pessoas do grupo de risco, com o objetivo de impedir que contraiam a covid-19.

Normalmente não transcorrem menos de dois anos para um remédio sequer obter aprovação para uso em pacientes, mas a pandemia de covid-19 acelera os processos, disse ele, e etapas que antes seriam realizadas sequencialmente agora estão sendo feitas em paralelo.

Com Informações: https://oimparcial.com.br

 

MISTÉRIO: Médica que denunciou surto de coronavírus em Wuhan, na China, está desaparecida

Ai Fen foi ordenada a não falar sobre isso, nem ao marido, e a informar aos funcionários que não tinham permissão para divulgar

 

reprodução / TwitterAi Fen é diretora do departamento de emergência do Hospital Central de Wuhan

 

Uma das médicas que alertou sobre o novo coronavírus em Wuhan, na China, cidade onde originou a pandemia, está desaparecida. Ai Fen, diretora do departamento de emergência do Hospital Central de Wuhan, disse à revista “People” que uma colega enviou a ela um relatório de diagnóstico, no final de dezembro de 2019, de uma infecção preocupante que espelhava a Covid-19. Na época, ela foi proibida pelos seus superiores de falar sobre o que se estava a passar.

Segundo a investigação do programa “60 Minutes”, da rede CNN Austrália, há duas semanas, Ai Fentornou a situação pública na revista chinesa Renwu, dizendo que tinha sido silenciada em dezembro de 2019, após alertar os seus superiores para o vírus desconhecido – na altura – que não parava de surgir.

O presidente da República Popular da China , Xi Jinping, ordenou que a entrevista fosse apagada da internet e agora o paradeiro de Ai é “desconhecido”. A mesma investigação sublinha ainda que, caso o governo não tentasse ocultar o início do surto, este poderia ter sido contido em 95%.

Ai compartilhou uma foto do relatório em um grupo WeChat no dia 30 de dezembro e, em seguida, seus membros divulgaram a foto mais amplamente, segundo o jornal “South China Morning Post”. O médico denunciante Li Wenliang, de 34 anos, que foi silenciado por autoridades chinesas e depois morreu do vírus Covid-19, fazia parte desse grupo. A médica disse que também deu às autoridades do hospital um alerta sobre o vírus.

“Até peguei o diretor do departamento de respiração do hospital, que passava pelo meu consultório, e disse a ele que um de seus pacientes estava infectado com um vírus do tipo SARS”, disse Ai à revista “People”, segundo o Post.

“Minha mente ficou em branco”

No dia seguinte, os líderes do hospital disseram a Ai que a comissão de saúde de Wuhan proibira os médicos de linha de frente de dizer qualquer coisa sobre o vírus, numa tentativa de evitar o pânico.

A médica afirmou que também foi censurada por um funcionário do hospital, que a acusou de “espalhar boatos”, informou o Post. Ela foi ordenada a não falar sobre isso, nem ao marido, e a informar aos funcionários que não tinham permissão para divulgar publicamente nenhuma informação sobre a doença.

“Minha mente ficou em branco. Ele não estava me criticando por não trabalhar duro… Ele me fez sentir que só eu havia arruinado o futuro de Wuhan . Estava desesperado”, contou a doutora.

Fonte:https://ultimosegundo.ig.com.br//VIA undefined

 

AÇÕES DO GOVERNO: Governo mobilizou R$ 750 bilhões contra coronavírus, diz Guedes

Entre as medidas está o pagamento de R$ 600 a trabalhadores informais. Ministro comparou benefício a valor concedido pelo governo dos EUA

Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo federal investiu cerca R$ 750 bilhões para combater o impacto do que chamou de primeira onda da pandemia do novo coronavírus no Brasil. Ele participou de entrevista coletiva na tarde desta ter-feira (31) ao lado dos ministros Sergio Moro, da Justiça e Segurança Pública, e Luiz Henrique Mandetta, da Saúde. 

Entre as medidas econômicas citadas por Guedes, estão a antecipação de 13º para aposentados e pensionistas e a inclusão de 1,2 mihão de famílias no Bolsa Família. O cálculo leva em conta ainda do valor total investido por conta da pandemia inclui ainda cerca de R$ 50 bilhões destinados a complementação salarial, empréstimos para as empresas manterem capital de giro, R$ 150 bilhões em diferimentos de impostos e R$ 88 bilhões destinados a proteção da saúde em estados e municípios.

Além disso, entra na conta o auxílio emergencial aos informais, que será estendido ao Bolsa Família, que prevê o pagamento de R$ 600 por três meses a brasileiros que trabalham na informalidade. A medida ainda depende de trâmites burocráticos para ser liberada. “É a maior rede de proteção social que já foi estendida. São entre R$ 70 bilhões de R$ 80 bilhões para a defesa da saúde do brasileiro”, afirmou o ministro. Guedes afirmou que o valor se compara ao benefício concedido pelo governo norte-americano, de US$ 1,2 mil. “É da mesma ordem de magnitude”, declarou.

O ministro estima que o montante  corresponde a 2,6% do PIB. “Já tínhamos déficit estrutural de 2,6%. Estamos em 5,2% em déficit global e vamos subir. O presidente deixou claro: não vamos deixar nenhum brasileiro pra trás. Todos os esforços pela saúde e emprego dos brasileiros serão mobilizados”, disse Guedes. 

Guedes afirmou que trabalha junto à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, para garantir que a safra agrícola chegue às cidades e articula com o ministro dos Transportes, Tarcísio Gomes de Freitas, a manutenção do abastecimento 

Tarciso trabalhando pra manter abastecimento. Trabalhando pra organização econômica não entrar em stress. Temos aí uns 400 +… já estamos em cerca de 750 bilhões o dinheiro mobilizado pra receber primeira onda de impacto sobre a saúde.

Com Informações:https://noticias.r7.com

Paulo Guedes, ministro da Justiça

 

 

Augusto Nunes: “Lula atribui a Bolsonaro todos os problemas do país que ele próprio destruiu” VÍDEO

O jornalista Augusto Nunes comenta a declaração de Lula sobre a pandemia de coronavírus. Segundo o ex-presidente, a população deveria ficar em casa para se proteger do vírus, e o governo deveria liberar dinheiro para os mais necessitados. Senão, essa parcela dos brasileiros seria obrigada a sair às ruas para “ganhar o pão”. Lula jurou ter acabado com a fome em 2009, e Dilma diz ter exterminado a miséria extrema em 2014. Ao estimular a rebelião dos famintos, o petista admite que os únicos brasileiros pobres que ficaram milionários no governo de seu partido foram ele próprio, sua família e seus comparsas.

Com Informações: https://noticias.r7.com

 

 

ACONTECEU NO MARANHÃO: Daniela Tema testa positivo para o Covid-19

Foto: ( Divulgação )

O Covid-19  se prolifera pelo Maranhão, e invade a seara política no estado, no último dia 30 o Deputado Federal Aluísio Mendes testou positivo após fazer o por  três vezes o teste do covid-19 sendo o primeiro parlamentar do Maranhão a contrair o virus.

Na manhã de ontem (31) foi anunciado que a Deputada  Deputada Daniella Tema, também foi testado positivo sendo a primeira Deputada Estadual do Maranhão.

A deputada  disse ter realizado o exame após contato com pessoas que haviam testado positivo. Ela informou que seu estado de saúde é bom e que está fora de risco. Disse também que já está cumprindo quarentena.

 

 

ACONTECEU NO MARANHÃO: Em Arame, líder indígena Zezinho Guajajara é encontrado morto

A informação foi confirmada na tarde desta terça-feira (31), pela Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular

Por: Thalia Lemos

Na estrada da Matinha, próximo à aldeia Zutiua, no município de Arame, foi encontrado morto Zezico Rodrigues Guajajara, líder da Terra Indígena Araribóia e diretor do Centro de Educação Escolar Indígena Azuru. A informação foi confirmada na tarde desta terça-feira (31), pela Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP).

Em nota, a SEDIHPOP afirmou que já acionou, através da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), a Força Tarefa de Proteção a Vida Indigena, a FT-Vida. As equipes da SSP já estão no local para os levantamentos do crime de execução da liderança indígena.

De acordo com a secretaria, o corpo do líder indígena foi encontrado morto a tiros. Também foi informado que o crime pode estar ligado a duas hipóteses, uma delas é de que a liderança teria sido vítima de madeireiros, pois ele estava sendo ameaçado por eles e evitava andar pela região. A outra hipótese é de que a área vive em conflitos internos e isso, na opinião de Francisco Gonçalves, pode provocar novas mortes.

Em seu Twitter, o governador Flávio Dino lamentou a morte do líder indígena e informou que o estado está à disposição para ajudar na segurança dos índios.

Com Informações: https://oimparcial.com.br

CORONAVÍRUS: Brasil termina março com 201 mortes e 5.171 casos confirmados de covid-19

Mais de mil casos surgiram de um dia para o outro.

(Foto: AFP)

No último dia de março, mês em que o Brasil registrou o primeiro óbito pelo novo coronavírus, um grande aumento pode ser notado no número de casos confirmados da doença. O boletim divulgado nesta terça-feira (31/3) pelo Ministério da Saúde apontou o maior aumento diário no número de pacientes diagnosticados com a doença. Mais de mil casos surgiram de um dia para o outro.

De ontem para hoje, 1.138 casos foram confirmados e, atualmente, existem 5.717 pacientes com Covid-19 no Brasil. O Ministério da Saúde acredita que este número seja ainda maior por causa da falta de testes para o vírus no Brasil.

Em relação as vítimas da doença no Brasil, 42 óbitos pelo novo coronavírus surgiram de ontem para hoje e 201 mortes já foram registradas pelo Ministério da Saúde. A letalidade do vírus no país continua sendo de 3,5%.

A região Sudeste segue sendo a que mais tem casos confirmados com 3406 pacientes diagnosticados. Em seguida, está o Nordeste com 875 casos, o Sul com 672 o Centro-Oeste com 470 e o Norte com 294

Ao todo, 18 estados já registraram mortes em decorrência do Covid-19. São eles: Alagoas (1), Amazonas (3), Bahia (2), Ceará (7), Distrito Federal (3), Goiás (1), Maranhão (1), Mato Grosso do Sul (1), Minas Gerais (2), Paraná (3), Pernambuco (6), Piauí (4), Rio Grande do Norte (1), Rio Grande do Sul (4), Rio de Janeiro (23), Santa Catarina (2), Rondônia (1), São Paulo (136)

Com Informações: https://oimparcial.com.br

CAXIAS EM DETALHES: Vereador Neto do Sindicado abandona partido do governador Flávio Dino (PCdoB) para seguir com Fábio Gentil

O vereador e candidato a reeleição Neto do Sindicato (foto) protocolou nesta terça-feira (31) no TRE-MA sua desfiliação do PCdoB. Ele deverá se filiar num partido que fará parte do arco de aliança de apoio ao prefeito Fábio Gentil que vai tentar se reeleger. Não há informações sobre o nome do partido para onde migrará o edil governista. 

Neto foi eleito para o 1º mandato de vereador em 2012 pelo PT. Em 2016 se reelegeu pelo PCdoB.

O ex-comunista tem até sexta-feira (03) para ingressar numa nova sigla e assim ficar apto para buscar o 3º mandato na Casa do Povo. 
Ao que tudo indica, baseado nas movimentações dos partidos chamados de nanicos, o destino de Neto do Sindicato deve ser o Republicanos do prefeito Fábio Gentil. A nanicada não quer dar guarida a nenhum vereador da atual legislatura.  

É aguardar e conferir. 

Com Informações: http://www.irmaoinaldo.com.br