Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

Artigo: Volta às aulas com fé e esperança

O fechamento das escolas, desde o início do ano passado, acarretou uma série de prejuízos aos estudantes da rede pública de ensino, com acentuadas perdas na aprendizagem, aumento da evasão escolar, comprometimento no desenvolvimento das nossas crianças, além de evidenciar desigualdades sociais que crescem à medida que se prolonga o período de suspensão das atividades escolares presenciais, só para citar alguns dos problemas ocasionados pela pandemia na educação e citados em relatório do Todos Pela Educação.

De acordo com dados consolidados pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), no pico da pandemia, mais de 90% dos estudantes estavam fora dos bancos escolares. Notadamente, diante das descobertas e perspectivas científicas e os avanços com a vacina, as escolas foram reabrindo, na Europa e em diversos países, que foram atingidos, primeiramente, pela pandemia, embora algumas dessas nações tenham enfrentado percalços e aprendizados que foram sendo adquiridos, durante a retomada das aulas presenciais. No Brasil, essa reabertura tem sido tardia, sobretudo nesse momento em que há o crescimento dos casos de coronavírus e suas variantes.

Mesmo com as escolas fechadas, tivemos, em todo o País, casos como o da pequena Érica, de apenas 12 anos, moradora da periferia do município de Coelho Neto, que ganhou notoriedade nacional e se tornou uma inspiração pelo trabalho de “professora” na “Escolinha da Esperança”, montada, por ela, em uma choupana de taipa, para atender os 14 coleguinhas que ficaram sem estudar, durante a pandemia. Ela ganhará uma Escola Digna, construída pelo governo Flávio Dino.

O exemplo da Érica, que esperava a mãe trazer do lixão o material escolar para suas aulas, também, escancara um outro problema latente na pandemia – a desigualdade social, cujos frutos são a fome, a miséria e a vulnerabilidade. Assim como ela, várias “Éricas” sugiram, neste momento pandêmico, provando que a escola é um espaço social de transformação, onde renascem a esperança e o afeto.

Embora o Governo do Estado tenha empreendido, até aqui, um esforço hercúleo para a distribuição de chips, com pacotes de internet e materiais impressos, para estudantes sem conectividade de internet, entre outras iniciativas, compreende que a escola é indispensável, em toda a sua constituição, para o processo da aprendizagem e formação cidadã.

Entretanto, em respeito à vida, o bem mais precioso que temos, a saúde e biossegurança de todos, o governador Flávio Dino, prudentemente, autorizou, neste momento, apenas o retorno remoto das aulas, que deve permanecer por quinze dias a um mês, aproximadamente, quando será reavaliado, como temos feito com frequência, as condições sanitárias e os indicadores epidemiológicos junto às autoridades competentes.

Neste momento, faz-se necessário perseverar e rogar a Deus, com toda a esperança, que este cenário retorne à normalidade e retomemos logo as aulas no modelo híbrido e, posteriormente, presencial. Mas reitero, a volta das aulas 100% presenciais só será possível com o progresso da vacinação.

Felipe Costa Camarão
Professor
Secretário de Estado da Educação
Membro Titular do Fórum Nacional de Educação – FNE
Membro da Academia Ludovicense de Letras e Sócio do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão
26/02/2021

https://www.filipemota.com.br

 

RANKING: O Maranhão é o 2º melhor estado no Brasil em desempenho na Tarifa Social

Mais de 157 mil famílias maranhenses de baixa renda foram cadastradas na Tarifa Social de Energia Elétrica só em 2020

Aconteceu nesta quinta-feira (25), uma cerimônia promovida pela Equatorial Maranhão, Secretaria do Estado de Desenvolvimento Social – SEDES e Federação dos Municípios do Estado do maranhão – FAMEM sobre os resultados alcançados em 2020 com as ações de busca ativa da Tarifa Social de Energia Elétrica – TSEE para famílias maranhenses de baixa renda.

Durante o evento, que revelou dados muito importantes e positivos para o estado. Participaram da cerimônia, o CEO do Grupo Equatorial, Augusto Miranda; o presidente da Equatorial Maranhão Augusto Dantas; a Gerente de Clientes Especiais no Maranhão, Francila Soares; o Secretário da SEDES, Marcio Honaiser; o presidente da FAMEM, Erlânio Xavier, representado pelo Diretor Executivo Marcelo de Freitas e prefeitos de diversos municípios do Maranhão. Na ocasião, as prefeituras que mais avançaram nos cadastros das famílias nos municípios foram reconhecidas e premiadas.

O Maranhão se destaca hoje como o 2º melhor estado no Brasil em desempenho na Tarifa Social, fruto desta importante parceria. Somente em 2020, mais de 157 mil famílias passaram a receber o benefício e conquistaram descontos significativos na conta de energia elétrica, o que significa um crescimento de 20% em relação à 2019. Esses valores economizados pelos clientes, foram destinados a outras necessidades básicas familiares, latentes durante a pandemia, que provocou um aquecimento na economia do estado, com mais de 300 milhões de reais injetados por meio da Tarifa Social. O consumidor deixou de destinar recurso às contas de energias para comprar alimentos, remédios e suprir outras necessidades básicas da família.

Segundo o Governador do Maranhão, Flávio Dino, esta parceria é muito importante para o estado e, por isso, deve continuar em 2021. “Um dos grandes problemas do Brasil reside nas desigualdades sociais, para combatê-las é imprescindível a ação conjunta visando o desenvolvimento, geração de emprego e investimentos como temos visto aqui no nosso estado, porém, ao mesmo tempo as políticas sociais são essenciais, especialmente no momento de grave crise. A tarifa social de energia garante acesso a um bem e direito fundamental, e na medida que as famílias podem ter a tarifa social de energia, nós temos, inclusive, a possibilidade de acesso a outros diretos como: lazer, direito a uma alimentação saudável, ao conforto nas suas residências. No ponto de vista econômico, para o estado significa também o ingresso de recursos públicos que, chegando às famílias, os lares da população do maranhão garantem que a circulação desse dinheiro, agregue outros benefícios, em outros setores econômicos, por isso a parceria do Governo do Maranhão para implementação da Tarifa Social de energia irá continuar em 2021 para que mais dezenas de milhares de famílias do nosso estado possam ter acessa a essa importante política social”, enfatizou Flávio Dino.

Segundo o Presidente do Grupo Equatorial Augusto Miranda, a parceria é de grande relevância para todos. “Esta parceria da Equatorial com o Governo do Maranhão por meio da SEDES e com FAMEM faz parte do planejamento do Grupo Equatorial, de sempre buscar maneiras de evoluir em melhorias e soluções para os clientes. Estamos felizes com os resultados alcançados com essa parceria e pretendemos avançar ainda mais em 2021”, destacou Augusto Miranda.

De acordo com Augusto Dantas, Presidente da Equatorial Maranhão, “ainda temos mais 251 mil famílias potenciais e ainda 206 mil com cadastros desatualizados. Este ano vamos avançar ainda mais nesses cadastros para que estas famílias recebam seus benefícios.  Com a ausência dessas famílias, além de deixarem de pagar menos na conta de energia, mais de 11 milhões de reais deixam de circular na economia do estado”, enfatizou Dantas.

Para o Diretor Executivo da FAMEM, Marcelo de Freitas, “É muito importante os municípios terem recebido esse incentivo e reconhecimento na busca ativa dos cadastros. Vamos juntos, nesta parceria, para que este ano consigamos alcançar ainda mais famílias potenciais e garantir que as famílias que já recebem o benefício, continuem atualizando seu cadastro e não percam seus descontos na conta de energia. Que a parceria FAMEM, Equatorial e SEDES siga forte em 2021”, ressaltou Marcelo.

O Secretario da SEDES, Marcio Honaiser destacou grande satisfação com os resultados. “Estamos muito felizes com os resultados alcançados nessa primeira etapa da campanha Tarifa Social, com mais de 157 mil novas famílias sendo beneficiadas pelo programa em 2020, que durante uma pandemia com crise financeira e sanitária é uma

grande vitória, pois sabemos que as desigualdades, nesse momento, se acentuaram e mais pessoas se encontraram em situação de vulnerabilidade, precisando ter acesso a benefícios como esse. Estamos hoje reconhecendo o trabalho dos municípios que mais se destacaram na adesão de novas famílias ao programa. Mas não só deles, como de todos os profissionais do Cadastro Único e da assistência social dos 217 municípios, que estão na ponta, na linha de frente, contribuindo nesse e em outros programas sociais estaduais e federais, que nós gestores dos cadastros capacitamos e monitoramos continuamente.  Nesta segunda etapa, a parceria entre o Governo do Estado, através da SEDES, Equatorial Energia, FAMEM e municípios se fortalece, especialmente porque muitas famílias ainda podem aderir à tarifa Social da energia e outras que precisam atualizar seus cadastros para não perderem o benefício. E para chegar nessas pessoas será fundamental o trabalho conjunto de todos nós”, afirmou Honaiser.

A cerimônia reconheceu os municípios que se destacaram em dois rankings

– Maior Evolução em Quantidade de Cadastros (os que mais cadastraram clientes em 2020): São Luís, Imperatriz e São José de Ribamar;

 – Maior Evolução em Quantidade de Cadastros (os que mais cresceram em cadastros em 2020): Davinópolis, São Raimundo das Mangabeiras e Sambaíba.

Maior Evolução em Quantidade de Cadastros

Maior Evolução em Quantidade de Cadastros

Mesmo já tendo 79% de aderência da TSEE, o Maranhão precisa continuar avançando. Para 2021, estima-se o cadastro de mais de 250 mil novas famílias, e a atualização de 206 mil cadastros de famílias já beneficiárias.

Para a cliente Monique Fernandes, cadastrada na tarifa social, receber um benefício como este é um grande apoio no orçamento familiar. “A tarifa baixa renda é muito boa para quem necessita, como a gente, porque nos ajuda muito. Com esse desconto a gente pode fazer outros tipos de compras para as nossas residências, pode colocar alguma coisa para vender em nossas casas, ou até pagar outras dívidas. Esse benefício é muito importante para todos nós que não temos muitos recursos”, destacou Monique.

Como se cadastrar – Os cadastros devem ser iniciados nos Centros de Referência em Assistência Social – CRAS, onde os potenciais beneficiários devem ser dirigir com documentação pessoal para cadastrar seu NIS. Quem possui o NIS atualizado, já pode se dirigir à segunda etapa do cadastro, buscando um dos canais de atendimento da Equatorial Maranhão para solicitar adesão à Tarifa Social. Para saber se você tem o NIS ou se ele ainda está ativo, ligue para a Central de relacionamento do Secretaria Especial do Desenvolvimento Social: 0800 707 2003. 

Os canais de atendimento para cadastro na TSEE, para clientes que já possuem o NIS ativo são: WhatsApp (Assistente Virtual Clara) – (98) 2055-0116; Site: www.equatorialenergia.com.br;  Central 116; Postos de Atendimento presencial da Equatorial Maranhão e APP Equatorial. Vale ressaltar que a TSEE é um benefício concedido pelo Governo Federal, desde 2002, às famílias brasileiras de baixa renda, indígenas e quilombolas ou que recebam o Benefício da Prestação Continuada – BPC.

Assessoria de Imprensa da Equatorial Maranhão

DIRETO DE BRASÍLIA: PEC da Impunidade é reação da Câmara à prisão de Daniel Silveira

Eles votaram contra o deputado porque não gostam dos seus modos, mas acham que o STF ofendeu a “inviolabilidade do mandato”

CAXIAS EM FOCO: Velha Guarda perde Benedito Esdras Muniz

BENEDITO ESDRAS MUNIZ
(07/08/1951 –25/02/2021)

*

Quem diria que, exatos 54 dias depois de me enviar uma foto passando os dias de Ano-Novo em águas de São José de Ribamar (MA), o conterrâneo Benedito Esdras Muniz partiria ao encontro da esposa Helena para ambos navegarem em oceanos celestes?

E o que sabemos nós, humanos, da data de partida para o outro lado da vida? Pois, como está em Mateus (13,11), não é a todos dado conhecer os mistérios do Reino dos Céus…

*

Nascido em 07 de agosto de 1951, filho de Dona Zaide Frazão Muniz e de Alcides Gomes Muniz o caxiense Benedito Esdras Muniz iria completar 70 anos em agosto deste ano. E, pelo visto, queria dar-se o presente de estar rico na data…

Foi assim, brincando sobre “ficar rico”, que Benedito Esdras e eu conversamos diversas vezes, algumas delas longamente, ele em São Luís, eu em Caxias.

Era dezembro de 2020 e mais uma vez eu viajara para Caxias, onde ficaria algumas semanas. Um grupo de conterrâneos de diversos pontos do País decidira fazer o jogo máximo (mais de vinte mil reais) da MegaSena da Virada, o maior jogo da Caixa Econômica Federal. Decidiram também que seria minha conta corrente aquela que receberia os depósitos e transferências dos valores correspondente à cota de cada um. Ante o entusiasmo de todos, aceitei. Elaborei uma detalhada planilha de ingresso dos valores e a colocava periodicamente no grupo de WhatsApp em que todos estavam adicionados, quase sempre diversas vezes todo dia.

É aí que comparece o Benedito. Lamentava ele, com bom humor, que havia “relaxado” e queria saber se ainda havia alguma cota em aberto. Aproveitamos para conversar sobre coisas e causas de Caxias, amigos, a riqueza dos tempos passados… Prometi ao Benedito Esdras que contataria alguns conterrâneos que tinham mais de três cotas, para ver se repassavam uma para ele. Não foi possível: as cotas repetidas estavam no nome dos conterrâneos mas, em geral, tinham como titulares filhos, netos…

O Benedito Esdras, sempre bem-humorado, ficou inconsolável, chateado consigo mesmo, porque “dormira no ponto” e coisa e tal. Voltei a acenar com a possibilidade de alguma cota não paga ou desistência… Dias depois,… nada. Nada, não: disse a ele que, se ele se “contentasse” com metade de uma cota, eu dividiria a minha com ele. Em princípio ele disse “Não, você está fazendo um grande trabalho, estou vendo no grupo” etc. etc. Deixei ele à vontade para decidir.

Dias depois ele telefona, rindo: “Sanches, vamos ficar ricos juntos?” Respondi: “Vamos. Nós e nossos conterrâneos”. Assim, fizemos o “rachide-abdalla”, o “rachachá” e dividimos o custo da minha cota. Se nosso bilhete fosse premiado, a metade da cota resultaria em dinheiro razoavelmente suficiente para todos, já que, como diz a sabedoria popular, daqui nada se leva, o que se leva é o que se deixa (no coração dos que ficam), e que atrás de um carro fúnebre não vai um carro-forte…

Sim, Benedito Esdras e eu ficamos ricos, aliás, mais ricos… e bem antes do sorteio da tal MegaSena da Virada, no finzinho do ano. Ficamos mais ricos de fraternidade, espírito de desambição, reforço da conterraneidade, amor pela cidade natal…

Ainda bem que as riquezas de maior valor não se formam à base de bilhetes de loteria…

*

Benedito Esdras, estudante do Colégio Caxiense, vai encontrar-se — agora para sempre… — com Maria Helena de Carvalho Muniz, aluna do Colégio São José. Ambos agora matriculados na Escola Celestial. Maria Helena já estava lá, há 1 ano, 2 meses e 15 dias — desde 10 de dezembro de 2019, quando faleceu.

Que ambos, unidos, orem por todos dessa geração que, gradativa e dolorosamente, está se tornando lágrima e lápide…

Descansem em paz, Maria Helena e Benedito Esdras.

A Eternidade é o novo endereço de vocês.

EDMILSON SANCHES
edmilsonsanches@uol.com.br
Administração – Comunicação – Desenvolvimento – História – Literatura
PALESTRAS, CURSOS, CONSULTORIAS: https://edmilson-sanches.webnode.com/

foto: Maria Helena e Benedito Esdras Muniz.

Caxias tem mais de 4 mil famílias com direito a desconto na fatura de energia elétrica

4. 345 famílias caxienses têm direito a desconto na conta de energia elétrica. O benefício faz parte do Programa Tarifa Social de Energia Elétrica, do Governo Federal, que dá até 65% de desconto na conta de luz das famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único – CadUnico – que recebem bolsa família, por exemplo. Também podem ser beneficiadas as famílias que tenham integrantes cadastrados no Benefício de Prestação Continuada (BPC). Famílias indígenas que possuem o RANI (Registro Administrativo de Nascimento Indígena), ou quilombolas também têm direito ao benefício e possuem 100% de desconto até o consumo de 50kWh/mês. 

Atualmente no Maranhão já são mais de 918 mil famílias beneficiadas. No entanto, quase 250 mil famílias que são potenciais beneficiárias, ainda não estão inscritas no programa. As mais de 4 mil famílias caxienses com potencial para receber o desconto podem fazer o cadastro nas unidades dos CRAS onde é realizada a inclusão e a atualização cadastral, e automaticamente a família é incluída no sistema da Equatorial Maranhão, ficando apta a ser beneficiada. Ao Portal Guanaré a secretária adjunta de Assistência e Desenvolvimento Social, Kiara Braga, disse: “O programa de tarifa social de energia elétrica faz muita diferença para famílias de baixa renda, o valor que eles deixam de pagar na conta de luz vai servir pra outras despesas de casa, por isso nós fazemos a divulgação da tarifa social dentro dos aparelhos da secretaria, reforçando a parceria com a Equatorial”.

O valor do desconto na conta de luz segue uma tabela de consumo. Quanto menor o consumo, maior a porcentagem de desconto. 

Parcela de consumo mensal de energia elétrica

Desconto

de 0 a 30 kWh

65%

de 31 kWh a 100 kWh

40%

de 101 kWh a 220 kWh

10%

a partir de 221 kWh

0%

Mirelly Carvalho, Gerente de Relacionamento com o Cliente da Equatorial Maranhão, enfatizou que a empresa tem disponibilizado várias formas de acesso para que as pessoas garantam o desconto na conta de luz. “As famílias que já possuem o NIS, e estão com os dados atualizados, podem procurar os nossos canais de atendimento para realização do cadastro”. A empresa disponibiliza como canais de atendimento a agência física, a agência virtual, o Whatsapp e o telefone 116.

Por Hudson Braz/Portal Guanaré

CODÓ EM DESTAQUE: Portuguesa Santista contrata jogador codoense

A Portuguesa Santista anunciou mais um reforço para a disputa do Campeonato Paulista da Série A2 de 2021. Trata-se do atacante Rodrigo Maranhão, de 28 anos, que estava no Água Santa, mas que tem grande experiência no futebol asiático.

O jogador começou a carreira na base da Portuguesa de Despostos e se profissionizou no Jabaquara, em 2012. Depois, foi para o EC São Bernardo e defendeu Bragantino, Atlético Goianiense e União Barbarense. Em seguida, foi para Ásia onde atuou no Port FC, Sukhothai FC, Nongbua Pitchaya e Lampang FC, todos da Tailândia, além do japonês Zweigen Kanazawa e do sul-coreano Bucheon 1995. Seu último clube foi o Água Santa.

“Minha carreira na Ásia foi uma grande experiência, uma das melhores da minha vida, um lugar onde aprendi muito e cresci como pessoa. Ainda, tivemos uma acesso na Tailândia da segunda pra primeira divisão”, explica o jogador.

Powered by Rock Convert

O atleta fala sobre suas características. “Sou um jogador de velocidade e finalização, são minhas principais características. Foi assim que briguei pela artilharia do Paulistão Série A2 em 2015, pelo União Barbarense, quando fiz 11 gols”, afirma Rodrigo Marinho.

No futebol profissional, Rodrigo Maranhão começou em outro time de Santos, o Jabaquara, e ele explica a experiência. “Vim do Maranhão com esse sonho e objetivo de me tornar um jogador profissional. E graças a Deus consegui realizar o meu sonho. Foi um início muito bom pra mim, em uma cidade maravilhosa”.

Rodrigo Maranhão encerra deixando um recado para o torcedor. “Vim para a Portuguesa por ter a ambição de poder jogar um campeonato competitivo e poder conquistar o acesso com a Briosa. Não vai faltar entrega e luta com a camisa da briosa”, finaliza.

Seja bem-vindo à Briosa, Rodrigo Maranhão!

Com Informações: https://agenciamaranhao.blog.br

EXCLUSIVO: Gabriel Tenório assume secretaria no governo do estado.

Aconteceu na tarde dessa quinta-feira, dia (25), a posse de Gabriel Tenório, para assumir como Secretário Adjunto de Articulação Política e Social do Estado.

Prestígio nas alturas!

A posse se deu de forma remota com a presença de políticos como o Deputado Federal Fufuquinha (PP), o também deputado Federal Rúbens Júnior (PC do B), que é o atual secretário de comunicação do estado, assim como outras personalidades e secretário. Gabriel Tenório foi recebido pessoalmente pelo vice-governador Carlos Brandão, e que na ocasião representou o governador do Estado Flávio Dino.

Futuro promissor!

Gabriel Tenório, mostrou força e coragem ao disputar a prefeitura da cidade de Matões, que mesmo não ganhando, foi reconhecido pela sua coragem e luta, o que o fez ser notícia nós quatro cantos do estado.

Não venceu, mas marcou história.

O jovem advogado, não venceu a disputa política, mas saiu fortificado e reconhecido, e hoje tem a oportunidade de crescer politicamente e se sobressair como articulador político, algo que naturalmente o jovem consegue com seu carisma, sua conduta e compromisso, agora é o momento de mostrar seu trabalho, para no futuro alçar vôos maiores.

CAXIAS EM FOCO: Prefeito Lahesio Bomfim, pré-candidato ao Governo do Maranhão vem Caxias

Prefeito Lahesio Bomfim é filiado ao PSL, é Bolsonarista de carteirinha. São Pedro dos Crentes foi a única cidade do Maranhão onde Bolsonaro venceu o candidato do PT em 2018.

Em sua visita a Imperatriz, Lahesio foi recebido pelo ex-prefeito Hildon Marques

 

O prefeito de São Pedro dos Crentes, Dr. Lahesio Bomfim, lançou oficialmente dia 19 de fevereiro, o seu nome como pré-candidato a governador do Maranhão, em Imperatriz, segunda maior cidade do estado.

O lançamento aconteceu no auditório do New Anápolis Hotel, em Imperatriz, reunindo prefeitos, vereadores, empresários de toda a região sul do estado.

Em entrevista ao nosso site (Diário de Caxias), Lahesio Bomfim confirmou que vem a Caxias no dia 21 de abril e pretende fazer o lançamento de sua pré-candidatura ao governo do estado, assim como fez no sul do maranhão. “Vou a Caxias atendendo um chamamento de várias lideranças de toda região leste” disse Bomfim.

Em Caxias existe um grupo de apoiadores de Lahesio Bomfim. Grupo composto de políticos, professores, profissionais autônomos, militares… A maioria só conhece o pré-candidato pela mídia. “Queremos conhecer o prefeito Lahesio de perto. Assim levar o seu nome como um prefeito que abre mão de seu salário para construir casas para os mais necessitados “ disse um dos apoiadores de Lahesio.

Lahesio Bomfim Rodrigues, médico, 42 anos,  prefeito de São Pedro dos Crentes, eleito em 2016 e reeleito com 90,11% dos votos válidos em 2020, maior votação proporcional …sucesso nas urnas tem a ver com seu estilo de governar.

Lahesio paga o 14º salário de professor. Na merenda escolar tem até galinhada e o arroz é a própria prefeitura que planta. Seu salário de prefeito no valor de 13.500,00   doa para construção de casas. Já foram construídas mais de 50 unidades. “É possível governar sem corrupção” disse Lahesio Bomfim.

Com Informações: https://diariodecaxiasma.com.br

ACONTECEU EM CAXIAS: Casal é amarrado durante assalto e criminosos levam moto na zona rural de Caxias

Assaltantes roubaram também uma carteira com documentos pessoais e uma quantia em dinheiro.

Foto: ( Reprodução )

Um casal foi refém de assaltantes ao passar por uma estrada vicinal de Caxias, na manhã dessa quinta-feira (25). Uma das vítimas, um condutor que teve seu veículo roubado (Honda/Cg 125i Fan, cor preta, placa do município de Caxias), relatou o caso à Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O condutor declarou aos policiais que passava por uma vicinal por trás do posto da PRF, conduzindo sua moto, juntamente com a sua esposa, quando a uma certa altura da estrada foram abordados por dois assaltantes armados.

Além do veículo, os criminosos roubaram do casal uma carteira com documentos pessoais e uma quantia em dinheiro, e em seguida amarrando-o no mato.

A dupla ainda comentou com o casal que estaria esperando um veículo transportando ouro. As vítimas, do local onde estavam amarradas, escutaram barulho de um veículo e os assaltantes gritando para parar e se correrem eles iam atirar.

No momento em que escutaram vários tiros, as vítimas conseguiram se desamarrar e correram em direção ao posto da PRF para pedir socorro.

Com Informações: https://noca.com.br