Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

ACONTECEU: Jurado do ‘The Voice’ desmaia após celular explodir no seu ouvido.

Assista ao vídeo chocante:

Um vídeo assustador está circulando pela internet, onde mostra o cantor Cee Lo Green sendo atingido pela explosão de um celular. Nas imagens, o jurado do ‘The Voice’ aparece em um estúdio de gravação, onde depois de conversar, sozinho, ele resolve pegar o telefone para fazer uma ligação.

No entanto, segundos depois, uma explosão forte acontece, com direito a clarão e faíscas de fogo. A explosão aconteceu exatamente quando o celular estava na altura do ouvido do cantor, que acabou indo ao chão na hora.

Até o momento, nenhum representante do artista se pronunciou para falar do estado de saúde do mesmo, e nem para confirmar a veracidade do vídeo, que mostra o celular explodindo. Vale dizer que Cee Lo Green já emplacou alguns hits nos EUA.

As imagens mostram que o cantor acabou desmaiando e lá permaneceu até o término do vídeo. Não é possível afirmar o que houve.


        


FONTE: https://www.noticiasaominuto.com.br

GIRO PELO BRASIL: Petistas já questionam tática da defesa de Lula

A precariedade da situação jurídica de Lula começa a preocupar integrantes da cúpula do PT. Os petistas costumavam trazer na coleira suas opiniões sobre a estratégia adotada pelos advogados do ex-presidente. Isso começou a mudar. Em privado, correligionários de Lula criticam a tática adotada pela defesa. Avalia-se que a reação é mais política do que técnica. E tem se revelado ineficaz.

Hoje, Lula é réu em quatro ações penais, foi denunciado uma quinta vez e é investigado em quatro inquéritos. As investidas contra Sergio Moro, cuja isenção foi questionada em foros nacionais e até na ONU, resultaram infrutíferas. O juiz Vallisney de Souza Oliveira, de Brasília, revelou-se tão draconiano com Lula quanto o colega de Curitiba. Algo que desafia a tese do complô da força-tarefa curitibana.

Os petistas que enxergam a defesa de Lula de esguelha acreditam que a direção do partido deveria discutir o tema com o líder máximo do PT. Teme-se que a delação coletiva da Odebrecht complique a situação penal de Lula, potencializando o risco de condenação da única alternativa presidencial do partido.

FONTE: http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/

CAXIAS EM DETALHES: Fábio Gentil anunciará equipe de governo durante coletiva de imprensa na quarta-feira, 21

O prefeito eleito de Caxias, Fábio Gentil, em conversa com o titular do blog durante a cerimônia de diplomação realizada nesta sexta-feira, 16, comunicou que o anúncio da equipe de auxiliares da sua administração será feita na quarta-feira, dia 21.

Fábio disse ainda que fará o anúncio durante uma coletiva de imprensa, onde os veículos de comunicação da cidade serão informados previamente sobre o horário e o local do evento.

Apesar da expectativa em torno dos nomes que formarão o futuro governo, nem todos os auxiliares serão conhecidos na quarta-feira, pois segundo o prefeito eleito, “alguns cargos só serão de conhecimento do público na véspera do ano novo”.

Parte da imprensa caxiense, toda ela ligada ao grupo derrotado nas urnas, se agarra na demora do anúncio dos nomes da equipe da futura gestão no município como um desesperado a beira do precipício.

Mensalinhos de todos os níveis, sofrendo grave crise de pré-abstinência, tentam enxergar em qualquer palavra ou gesto do prefeito eleito como um erro a ser explorado, o que os leva a formular análises e conjecturas das mais absurdas, projetando uma oposição ridícula durante os próximos 4 anos.

Imagina quando a crise de abstinência da “mensalada” chegar pra valer em 2017, onde o caxiense terá que ter muita paciência para suportar tanto absurdo.

Mas como cada povo tem o governo que merece, ao mesmo tempo tem também a oposição que merece.

Mas é assim mesmo.

Vida que segue…

FONTE: http://www.blogdosaba.com.br/

GIRO PELO BRASIL: Mil menores infratores podem ser soltos por falta de comida no RJ



A crise no Governo pode facilitar a saída dos adolescentes, antes das festas de fim de ano
Cerca de mil adolescentes infratores podem ser soltos antes do Natal, no Rio de Janeiro, por falta de comida nas unidades de internação do estado. O motivo é a crise que massacra o governo.
As informações são da coluna do jornalista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, publicada neste sábado (17).

A expressão menores infratores se refere aos menores situados abaixo da idade penal (18 anos), geralmente adolescentes, que praticam algum ato classificado como crime.

FONTE: https://www.noticiasaominuto.com.br/

CAXIAS EM DESTAQUE: Vitória maiúscula


Responsável pela maior derrota eleitoral do governador do Maranhão, Flávio Dino, o vereador Fábio Gentil, de 46 anos, foi diplomado nesta sexta-feira pela Justiça Eleitoral de Caxias, a terceira mais importante cidade do estado. “Não tenho a obrigação de ser um bom prefeito, mas, tenho obrigação de ser o melhor prefeito de Caxias” afirmou Gentil , do PRB (Partido Republicano Brasileiro), após ser diplomado pela juíza Marcela Santana Lobo.


-Cheguei aqui sem estrutura financeira, sem apoio dos grandes políticos, mas, com apoio do povo e a humildade que me acompanha, afirmou o vereador que venceu a disputa eleitoral após enfrentar a máquina estadual comandada por Flávio Dino, ex-juiz federal e ex-deputado federal. Gentil derrotou também o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Humberto Coutinho que vem a ser tio do prefeito derrotado de Caxias.


O prefeito, agora diplomado , será empossado no cargo no próximo dia 1 de janeiro. A sua prioridade será a educação e a saúde que , segundo ele, deve prioridade de todo gestor público. Ele dará atenção, também, a infraestrutura da cidade principalmente nos bairros mais carentes.
Nascido em Caxias , distante cerca de 400 kms de São Luis, Gentil passou a viver desde os 17 anos em Campina Grande, na Paraíba, onde se formou em Engenharia.






FONTE: http://www.direitoglobal.com.br

Notícias do Maranhão: Aumento de imposto vai gerar demissão em massa no Maranhão




A aprovação do polêmico projeto de lei que modificou o Sistema Tributário do Estado e garantiu, a partir de março, o aumento de alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), irá refletir e muito no setor empresarial do Maranhão e consequentemente na população que depende dos empregos gerados por essas empresas.

Os empresários não ficaram nada satisfeitos com as mudanças e as demissões em massa já são dadas como certas por eles. Alguns, que estiveram acompanhando a votação na galeria da Assembleia Legislativa protestaram e saíram reclamando do resultado.

Em entrevista ao Blog do Luis Pablo, pelo menos dois deles, garantiram que será necessário fazer demissão de funcionários para arcar com o impacto que o aumento do ICMS vai gerar.

A Alumar parece que será outro exemplo do prejuízo causado à população e economia devido ao aumento. Com tudo certo para reativar um setor da empresa em 2017, a Alumar pensa em desistir da empreitada por causa do reajuste e o Maranhão perde cerca de 2,5 mil empregos, entre diretos e indiretos.

É lamentável!!!

Fonte:http://luispablo.com.br/

CAXIAS EM DETALHES: Prefeito Eleito Fábio Gentil Garante Parceria com a FECON.

A REUNIÃO ACONTECEU NO PRÉDIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL COELHO NETO, A FECON. ELA FICA LOCALIZADA NO CENTRO DE CAXIAS-MA, DISTANTE 357 QUILÔMETROS DE SÃO LUIS. EM PAUTA, A POSSÍVEL SUSPENSÃO DE UMA PARCERIA ENTRE A PREFEITURA E A INSTITUIÇÃO. POR ISSO, A DIREÇÃO DA CASA CONVIDOU O PREFEITO ELEITO, FÁBIO GENTIL (PRB) PARA SABER DELE QUAL ERA A REAL POSIÇÃO DO GOVERNO QUE ESTÁ PRESTES A ASSUMIR A PREFEITURA PELOS PRÓXIMOS 4 ANOS. PARA UMA PLATÉIA DE PAIS DE ALUNOS, PROFESSORES E FUNCIONÁRIOS DA FECON.
COMPROMISSO DO PREFEITO ELEITO
 FÁBIO GENTIL, FOI BEM OBJETIVO NAS SUAS COLOCAÇÕES. DEIXOU CLARO QUE AO ASSUMIR O CARGO DE PREFEITO, NO PRÓXIMO DIA PRIMEIRO DE JANEIRO, VAI FAZER UM GOVERNO PARTICIPATIVO, ABERTO E OUVINDO TODAS AS CATEGORIAS. DISSE, QUE SABE DA IMPORTÂNCIA DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO COMO A FECON, COM 53 ANOS DE ATUAÇÃO. POR ISSO, GARANTIU QUE A PARCERIA ESTÁ MANTIDA.  REFORÇOU MAIS UMA VEZ QUE NA SUA GESTÃO A EDUCAÇÃO TERÁ UM OLHAR DIFERENCIADO. UMA ORATÓRIA, QUE TRANSFORMOU O QUE ERA TENSÃO, ANTES DE COMEÇAR A REUNIÃO, EM ALÍVIO, SATISFAÇÃO E APLAUSOS. O PROFESSOR MARQUINHOS, QUE ACOMPANHA DE PERTO ASSUNTOS LIGADOS A EDUCAÇÃO MUNICIPAL, ACREDITA NO ESFORÇO DO PREFEITO ELEITO EM DÁ UM OUTRO NORTE A EDUCAÇÃO EM CAXIAS. TANTO NA ÁREA URBANA COMO RURAL QUE TAMBÉM PRECISA DE UMA REFORMULAÇÃO. A DIRETORA DA (FECON), SABIA QUE, COM FÁBIO GENTIL ELEITO, A PARCERIA NÃO SERIA QUEBRADA. AGORA, ELA ESTÁ OTIMISTA COM NOVOS RUMOS DAQUI PARA FRENTE.
PRESTÍGIO
O ESPAÇO ONDE A REUNIÃO ACONTECEU FICOU LOTADO. QUEM VEIO OUVIR FÁBIO GENTIL TAMBÉM APROVEITOU PARA TIRAR DÚVIDAS SOBRE O FUTURO DAS SECRETARIAS E DOS CONTRATADOS. MAS TUDO DE FORMA DEMOCRÁTICA FOI ESCLARECIDO. PROFESSORES QUE ESTÃO AQUI NA FECON POR MAIS DE TRÊS DÉCADAS FALARAM DA IMPORTÂNCIA DO LUGAR PARA OS ESTUDANTES E DO COMPROMISSO DO NOVO GESTOR DE CAXIAS.

O QUE É A PARCERIA?

NA PARCERIA ENTRE A FECON E A GESTÃO PÚBLICA. A PREFEITURA ARCA COM 50% DE 200 BOLSAS DE ESTUDANTES DOS ENSINOS INFANTIL, FUNDAMENTAL E MÉDIO. A OUTRA METADE FICA A CARGO DOS PAIS DOS ALUNOS. O PREFEITO ELEITO FÁBIO GENTIL DISSE QUE TODOS PODEM FICAR TRANQUILOS. AFIRMOU QUE A PARCERIA ESTÁ MANTIDA E QUE O SEU COMPROMISSO É NÃO MEDIR ESFORÇOS PARA LEVAR A EDUCAÇÃO A UM PATAMAR DE NÍVEL PEDAGÓGICO ELEVADO. ENFATIZOU TAMBÉM, QUE SABE DAS DIFICULDADES QUE VAI ENCONTRAR PELA FRENTE NESSES PRÓXIMOS 4 ANOS. MAS QUE ESSES ENTRAVEIS POLÍTICOS NÃO VÃO INTIMIDÁ-LO NESSA EMPREITADA DE FAZER CAXIAS UMA CIDADE QUE VOCÊ QUER.

Fonte: Ascon do Prefeito Eleito Fábio Gentil

GIRO PELO BRASIL: Deus deu a Temer um talento incrível para fugir de velórios e pedir dinheiro à Odebrecht.


                                                “As tarefas difíceis eu entrego à fé do Cunha”

Em nova citação em delação premiada da Odebrecht, o executivo Márcio Faria da Silva deu detalhes sobre um “repasse” — esses eufemismos são maravilhosos — para o PMDB em 2010 requisitado por Michel e o velho e bom Eduardo Cunha.

O pedágio servia para facilitar a atuação da empreiteira em projetos da Petrobras.

De acordo com Silva, a conversa ocorreu no escritório de Temer em São Paulo — que fica, veja só que coincidência, perto do de José Yunes, o advogado, conselheiro e ex-assessor especial que se demitiu depois da denúncia de que recebeu em cash por encomenda do amigo.

Além de Cunha, estava presente João Augusto Henriques, apontado como operador de propinas do PMDB, preso há mais de um ano no Paraná.

Henriques confessou o fechamento de um contrato de quase US$ 1 bilhão às vésperas do segundo turno das eleições de 2010 entre a área internacional da petroleira e a empreiteira.

Só gente fina, elegante e sincera.

A resposta de Michel é um acinte. Ele confirma o encontro, conta que Cunha e Henriques estavam lá e havia mais uma pessoa que “pode ser” Márcio Faria da Silva.

Tudo numa relax. Eduardo Cunha apenas queria apresentar um homem “disposto a contribuir para campanhas”. Não se falou de grana. Foi por um “breve tempo”. Ele “já conhecia João Henriques”.

Temer está desesperado, com razão, com o que ainda vem pela frente na Odebrecht. Ninguém sai impune a décadas de convivência com tais personagens.

Temer não resiste um facho mínimo de luz. Viveu na sombra e agora se derrete.

Para quem quiser uma explicação sincera da tabelinha com Eduardo nesses esquemas, fique com o próprio Temer num ato da Assembleia de Deus:

“É absolutamente verdadeiro tudo aquilo que ele (Cunha) disse, e por isso que eu disse que as suas palavras são críveis, são acreditáveis. E eu tenho em Eduardo Cunha um auxílio extraordinário na Câmara Federal. Ninguém desconhece as suas qualidades. Se você quiser dar uma tarefa das mais complicadas para o deputado Eduardo Cunha, ele as simplifica. Então, as tarefas difíceis eu entrego, como entregava, à fé do deputado Eduardo Cunha”.

        

FONTE:http://www.diariodocentrodomundo.com.br/

GIRO PELO BRASIL: EX-PRESIDENTE Lula é alvo de 2ª denúncia na Lava Jato

     Estadão
Ex-presidente é acusado de receber propina por meio de terreno e apartamento
Lava Jato denuncia Lula, Palocci e Odebrecht por corrupção e lavagemEsta é a segunda acusação formal da força-tarefa do Ministério Público Federal, no Paraná, contra o ex-presidente; propinas pagas pela Odebrecht, no esquema liderado pelo ex-presidente, chegaram a R$ 75 milhões em oito contratos com a Petrobras e incluíram terreno de R$ 12,5 milhões para Instituto Lula e cobertura vizinha à residência de Lula em São Bernardo de R$ 504 mil, segundo peça

Em denúncia oferecida nesta quarta-feira, 14, pela força-tarefa Lava Jato do Ministério Público Federal, em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é acusado de praticar os crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro, desta vez em razão de contratos firmados entre a Petrobrás e a Construtora Norberto Odebrecht S/A.

Ao todo, Lula é alvo de cinco denúncias: duas da Lava Jato, no Paraná, uma na Operação Zelotes, uma na Operação Janus e uma no âmbito da Lava Jato, em Brasília.
A acusação formal tornada pública nesta quinta é a segunda da força-tarefa do Ministério Público Federal, no Paraná. Em setembro deste ano, a Procuradoria da República, no Paraná, denunciou o petista também por lavagem de dinheiro e corrupção no caso triplex e no pagamento da armazenagem de bens pessoais.

Lula foi denunciado ainda na Operação Zelotes por tráfico de influência na compra dos caças Gripen e na prorrogação de incentivos fiscais destinados a montadoras de veículos por meio da Medida Provisória 627 em 9 de dezembro.

O ex-presidente também é acusado pelo Ministério Público Federal por obstrução de Justiça, por supostamente ter tentado barrar a delação do ex-diretor da área Internacional da Petrobrás Nestor Cerveró na Operação Lava Jato e ainda por tráfico de influência em um empreendimento da Odebrecht em Angola, na Operação Janus, que envolve o sobrinho de sua primeira mulher.

A exemplo da acusação feita na Ação Penal nº 5046512-94.2016.4.04.7000, Luiz Inácio Lula da Silva é apontado como o responsável por comandar uma sofisticada estrutura ilícita para captação de apoio parlamentar, assentada na distribuição de cargos públicos na Administração Pública Federal. A denúncia aponta que esse esquema ocorreu nas mais importantes diretorias da Petrobrás, mediante a nomeação de Paulo Roberto Costa e Renato Duque para as diretorias de Abastecimento e Serviços da estatal, respectivamente.

Por meio do esquema, diz a denúncia, estes diretores geravam recursos que eram repassados para enriquecimento ilícito do ex-presidente, de agentes políticos e das próprias agremiações que participavam do loteamento dos cargos públicos, bem como para campanhas eleitorais movidas por dinheiro criminoso.

Também foram denunciados o empresário Marcelo Odebrecht, acusado da prática dos crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro; Antonio Palocci e Branislav Kontic, denunciados pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro; e Paulo Melo, Demerval Gusmão, Glaucos da Costamarques, Roberto Teixeira e Marisa Letícia Lula da Silva, acusados da prática do crime de lavagem de dinheiro.

Nesta denúncia, a propina, equivalente a percentuais de 2% a 3% dos oito contratos celebrados entre a Petrobrás e a Construtora Norberto Odebrecht S/A, totaliza R$ 75.434.399,44. Este valor foi repassado a partidos e políticos que davam sustentação ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva, especialmente o Partido dos Trabalhadores (PT), o Partido Progressista (PP) e o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), bem como aos agentes públicos da Petrobrás envolvidos no esquema e aos responsáveis pela distribuição das vantagens ilícitas, em operações de lavagem de dinheiro que tinham como objetivo dissimular a origem criminosa do dinheiro.

Parte do valor das propinas pagas pela Construtora Norberto Odebrecht S/A foi lavada mediante a aquisição, em benefício do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do imóvel localizado na Rua Dr. Haberbeck Brandão, nº 178, em São Paulo (SP), em setembro de 2010, que seria usado para a instalação do Instituto Lula. O acerto do pagamento da propina destinada ao ex-presidente foi intermediado pelo então deputado federal Antonio Palocci, com o auxílio de seu assessor parlamentar Branislav Kontic, que mantinham contato direto com Marcelo Odebrecht, auxiliado por Paulo Melo, a respeito da instalação do espaço institucional pretendido pelo ex-presidente.

A compra desse imóvel foi realizada em nome da DAG Construtora Ltda., mas com recursos comprovadamente originados da Construtora Norberto Odebrecht, em transação que também contou com a interposição de Glaucos da Costamarques, parente de José Carlos Costa Marques Bumlai, sob a orientação de Roberto Teixeira, que atuou como operador da lavagem de dinheiro. O valor total de vantagens ilícitas empregadas na compra e manutenção do imóvel, até setembro de 2012, chegou a R$ 12.422.000,00, como demonstraram anotações feitas por Marcelo Odebrecht, planilhas apreendidas na sede da DAG Construtora Ltda. e dados obtidos em quebra de sigilo bancário, entre outros elementos.

Além disso, parte das propinas destinadas a Glaucos da Costamarques por sua atuação na compra do terreno para o Instituto Lula foi repassada para o ex-presidente na forma da aquisição da cobertura contígua à sua residência em São Bernardo de Campo (SP). De fato, R$ 504.000,00 foram usados para comprar o apartamento vizinho à cobertura do ex-presidente. A nova cobertura, que foi utilizada pelo ex-presidente, foi adquirida no nome de Glaucos da Costamarques, que atuou como testa de ferro de Luiz Inácio Lula da Silva, em transação que também foi concebida por Roberto Teixeira, em nova operação de lavagem de dinheiro. Na tentativa de dissimular a real propriedade do apartamento, Marisa Letícia Lula da Silva chegou a assinar contrato fictício de locação com Glaucos da Costamarques, datado de fevereiro de 2011, mas as investigações concluíram que nunca houve o pagamento do aluguel até pelo menos novembro de 2015.

A denúncia foi elaborada com base em depoimentos, documentos apreendidos, dados bancários e fiscais bem como outras informações colhidas ao longo da investigação, todas disponíveis nos anexos juntados aos autos.

“Esta denúncia reafirma o compromisso do Ministério Público Federal com o cumprimento de suas atribuições constitucionais e legais, independentemente das tentativas de intimidação dos acusados e de seus defensores, dos abusos do direito de defesa em desrespeito ao Poder Judiciário e do abuso do poder de legislar utilizado em franca vingança contra as Instituições”, diz nota da Procuradoria da República.

COM A PALAVRA, A DEFESA DO EX-PRESIDENTE LULA

“A nota à imprensa que acompanhou mais uma denúncia protocolada na data de hoje (15/12) pelo Ministério Público Federal contra o ex-Presidente Luiz Inacio Lula da Silva e sua esposa deixa claro que o ato é fruto de retaliação. Nenhum cidadão pode ser acusado pela prática de crimes de corrupção que jamais praticou sob o pretexto de “abuso do direito de defesa” e “desrespeito ao Poder Judiciário”, ou, ainda, “abuso do poder de legislar” – afirmação esta que em relação a Lula é teratológica pois ele não tem qualquer atuação legislativa. É, claramente, mais um ato que deve ser analisado sob o prisma do abuso de autoridade. Lula jamais abusou do direito de defesa ou faltou com respeito ao Poder Judiciário.

Há uma questão primordial que os acusadores do ex-Presidente não conseguem dar conta e é definidora da perseguição a que ele se vê submetido por tais agentes públicos: como ele pode ser o “comandante” de “uma sofisticada estrutura ilícita de captação de apoio parlamentar” de sustentação ao seu projeto político, se as testemunhas e os delatores oficiais arrolados para comprovar tal envolvimento e malfeitos negam essa sua participação? O mérito da denúncia repete um enredo já superado após a coleta de 23 testemunhas na 13ª. Vara Federal Federal de Curitiba, incluindo os principais delatores da Lava Jato. Mais uma vez parte-se da convicção e não da prova. Não há como acatar, senão como peça de ficção, portanto, a denúncia de hoje.
Mais uma vez atribui-se a Lula um imóvel – situado na Rua Haberbeck Brandão, em São Paulo – com o qual ele não mantém qualquer relação de fato ou de direito. Por outro lado, querem transformar uma relação locatícia privada de um apartamento vizinho àquele que pertence a Lula – como mostra o registro imobiliário – e onde ele mora, em São Bernardo do Campo, na prática de um crime.

O que incomoda a Lava Jato é o fato de Lula e nós, seus advogados, desnudarmos as constantes arbitrariedades e ilegalidades que são escondidas com a ajuda de setores da imprensa que têm interesse de prejudicar a atuação política do ex-Presidente. O Poder Judiciário sempre deve ser respeitado, assim como as demais instituições. Mas se algum de seus membros perdeu a imparcialidade ou não mantém a estética da imparcialidade e quer, a todo custo, permanecer o no caso – por vaidade ou para seguir um roteiro já estabelecido em livros, seriados ou filmes -, é papel da defesa impugnar com altivez e usar de todos os veículos processuais cabíveis. Exercício do direito de defesa não pode ser confundido com abuso, como quer a Lava Jato, e nem ser impedido por elevação de voz por parte das autoridades envolvidas ou por outros meios.

A inclusão do advogado Roberto Teixeira nessa nova denúncia é a prova cabal de que a Lava Jato quer fragilizar a defesa de Lula e de seus familiares após constatar que não possui provas para sustentar as acusações já formuladas e as suspeitas lançadas contra o ex-Presidente. A criminalização da advocacia rompeu a última barreira que separava a Lava Jato do Estado de Exceção.

No caso de Lula há um agir concertado entre Delegados Federais e membros do Ministério Público que claramente não atuam com isenção. Esta última denúncia foi apresentada menos de três dias úteis após a entrega do relatório que concluiu o inquérito policial. E o relatório policial, por seu turno, foi concluído menos de um dia útil após Lula ter apresentado seus esclarecimentos, mostrando que não havia objetivo de apuração, mas apenas de dar continuidade à sequência de acusações e violências jurídicas de que é vítima desde março do corrente ano, dentro de um claro processo de lawfare. O que importa à Lava Jato é abrir inúmeros procedimentos e ações penais a fim de macular a imagem do ex-Presidente e retirá-lo de sua atividade política cotidiana e – evidentemente – criar empecilhos jurídicos artificiais e ilegítimos para que ele não possa participar de futuras eleições.


O que se conclui é que alguns membros do Ministério Público Federal associados com outros agentes públicos que integram a Força Tarefa Lava Jato enterram o Estado Democrático de Direito ao usarem da violência da lei e dos procedimentos jurídicos para perseguir o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O que nos leva a tomar todas as medidas cabíveis para que esses abusos possam ser corrigidos por um órgão judiciário independente e imparcial.”
Cristiano Zanin Martins

COM A PALAVRA, A DEFESA DE ANTONIO PALOCCI E BRANISLAV KONTIC

“Esta nova denúncia constitui uma manobra de estratégia das forças acusatórias que operam em conjunto de instituições em Curitiba. Trata-se de multiplicar infinitamente factoides que não têm qualquer respaldo na realidade para, a partir deles, se instaurarem inquéritos e subsequentes ações penais, com decretação de novas prisões, para neutralizar habeas corpus concedido em favor da liberdade dos acusados. É uma espécie de seguro prisional. Se os tribunais superiores libertarem os réus do processo ‘A’, imediatamente se decreta a prisão no processo ‘B’ , neutralizando assim a decisão superior.”

FONTE:http://politica.estadao.com.br/

MOMENTO DA FAMA: Xuxa é chamada de ‘velha’ na web e não deixa barato; confira resposta

Xuxa



Xuxa já provou que não é daquelas celebridades que levam desaforo pra casa. Com 53 anos, a Rainha dos Baixinhos foi chamada de velha nos comentários de um vídeo publicado em seu Instagram e não pensou duas vezes ao responder a seguidora, segundo informa o EGO.

“kkkkkk Ela está mais velha do que a minha avó”, comentou a seguidora. “hahahha Sua vó é feliz? Isso que importa… Pois a neta num eh…hehehe… “, respondeu Xuxa.

Outros famosos também já mostraram que não aturam abusos de fãs. Sonia Abrão, por exemplo, postou recentemente fotos em que aparecia nua na banheira, com emojis de bichinhos ao lado. Um internauta comentou: “Duas baleias na banheira agoar?”. Sonia retrucou: “Não porque sua mãe não está aqui”.

É aquela máxima: quem fala o quer…

FONTE:https://www.noticiasaominuto.com.br