Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

BLASFÊMIA! Veja vídeo: “Jesus Cristo foi o primeiro trans”, diz a 1ª pastora transgênera da América Latina

Conhecida como a “Igreja dos Direitos Humanos”, a ICM foi criada em 1968 nos Estados Unidos e em 2003 chegou no estado do Rio de Janeiro para alguns anos depois se instalar em um espaço modesto no bairro da Santa Cecília, na capital paulista mais estruturada. O objetivo da igreja é abraçar a população LGBTQ, que não costuma ter espaço no cristianismo tradicional. A ICM aceita casamentos homoafetivos, conta com drag queens em seus eventos e, entre seus pregadores, está Alexya, a primeira pastora transgênera da América Latina.

Alexya, foi chamada para ser diaconisa da ICM a convite do reverendo Cristiano Valério. Foi assim que fez um curso de Teologia e outros ordenamentos para se tornar membra do clérigo. A expectativa é que no fim do ano Alexya passe a se reverenda da ICM. Será uma das primeiras da América Latina.

Eu, mulher transgênera gero uma relação de amor e ódio nas pessoas, sentimentos que andam grudadinhos”, diz Alexya.

“Se Jesus pode se transicionar, por que eu não posso?”

“Na ICM a gente ousa dizer que Deus é mulher. Porque essa parte masculina de Deus é muito feia. Esse Deus que fica 24 horas no trono, o Todo Poderoso, que você esbarra em algo e ele te condena. A gente não faz essa leitura, a gente acha que Deus é mãe, é amor,” explica Alexya.

Não parece que há assunto que possa abalar a fé ou colocar em cheque a posição de pastora de Alexya. Discute-se de sexo na ICM, aborto e todos os assuntos que são tratados como pecado no catolicismo e outras linhas mais tradicionais cristãs. Evidentemente, as instituições católicas condenam a existência de Alexya ou a ignoram completamente. “Sou um elefante pink no meio da sala”, brinca.

VEJA VÍDEO:

FONTE: http://www.galvestuntum.com/VIA falaihma.net

CAXIAS EM DESTAQUE: Hospital Macro Regional de Caxias realiza hoje primeira cirurgia bariátrica

Resultado de imagem

Imagem ilustrativa acrescentada no original

“Essa cirurgia será o primeiro passo para uma mudança completa na minha vida. Quero ser mais saudável e me amar mais”, disse Antonia Anniella dos Santos Lima, de 32 anos, paciente da primeira cirurgia bariátrica que será realizada no Hospital Regional Dr. Everaldo Aragão, em Caxias. O procedimento, marcado para hoje, sexta-feira (30), é mais uma proposta de serviço a ser oferecido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), na unidade de saúde de média e alta complexidade.

Resultado de imagem

Imagem ilustrativa acrescentada no original

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, ressaltou que os investimentos http://caxiasonline.comem serviços dessa natureza favorecem o acesso da população a tratamentos especializados. “Há um tempo, a população nem cogitava fazer esse procedimento na rede pública. Desde o início da gestão, trabalhamos com a premissa de que nosso papel é oferecer o melhor aos cidadãos. Hoje, os maranhenses têm a oportunidade de realizar essa cirurgia, antes inacessível, de forma gratuita e em uma unidade de saúde com estrutura adequada e equipe médica especializada”, disse.

Antonia Anniella é administradora e mora no município de Tuntum. Admirada com a estrutura e o atendimento no Hospital Regional de Caxias, a paciente revelou que deseja realizar o procedimento para mudar de vida. “Hoje eu peso 100 kg. Já tentei incontáveis vezes fazer dietas, exercício físico e nunca deu certo. Não tenho ânimo nem para sair de casa e estou com a minha autoestima muito baixa. Estou confiante com a cirurgia também porque fui muito bem atendida no hospital. Uma cirurgia como essa é muito cara e eu não teria condições de pagar. Não tenho palavras para expressar a minha felicidade”, contou.

A cirurgia será realizada por meio de videolaparoscopia, procedimento minimamente invasivo e aplicável em todas as técnicas cirúrgicas. A operação se diferencia da laparotomia, modo convencional, com abertura na parede abdominal. Na videolaparoscopia são feitas de quatro a sete mini-incisões de 0,5 a 1,2 centímetros cada uma, por onde passam as cânulas e a câmera de vídeo. O procedimento por vídeo possibilita menor tempo de internação, menor índice de infecção de ferida cirúrgica e retorno mais rápido às atividades rotineiras.

O cirurgião bariátrico que irá executar a cirurgia, José Rodrigues dos Santos, explicou que o procedimento beneficiará pacientes que se encontram em estágio de obesidade mórbida e apresentam diversos problemas de saúde em decorrência da situação. “A cirurgia é um projeto piloto para que possamos verificar a viabilidade de oferecer regularmente o procedimento no hospital de Caxias. A operação é a primeira a ser realizada no interior do estado e, na rede pública, pela primeira vez por vídeo”, completou.

Atendimento

Desde quando foi inaugurado, em janeiro de 2016, o Hospital Regional de Caxias já realizou mais de um milhão de atendimentos. A unidade, que conta com 116 leitos de internação, alcança mais de 783 mil maranhenses de 26 cidades da região leste do estado e oferece atendimento médico-hospitalar em cirurgia geral, clínica médica, neurologia, ortopedia, oftalmologia, cardiologia, pediatria e gastroenterologia. Até maio de 2017, a unidade de saúde contabilizou 5.898 cirurgias, 110.638 exames, 5.195 consultas e 7.282 internações. Durante esse período, também foram executados 887.417 procedimentos de enfermagem.

Fonte: http://caxiasonline.com/VIA Sinal Verde

ACONTECEU EM CAXIAS : Presidente do Caxias-PREV fala sobre os repasses feitos mensalmente pelo Município

O Caxias-PREV (Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Caxias) registra atualmente um número de 710 aposentados e 234 pensionistas que recebem seus benefícios através de repasses de 11% deduzidos dos segurados e 12% do patronal.

Helaine Pontes, presidente do Caxias-PREV

 

 

 

A presidente do Instituto, Helaine Pontes, afirma que todos os repasses, tanto da Prefeitura de Caxias quanto do SAAE e da Câmara Municipal, são realizados regulamente de acordo com documentos comprobatórios.

“Os repasses estão sendo feitos regularmente todos os meses e os comprovantes são enviados para que possamos alimentar o Sistema da Previdência. As associações, sindicatos ou cidadãos podem nos procurar para dirimir quaisquer dúvidas. Nós temos nos reunido mensalmente aqui mesmo na sede com os conselhos administrativo e fiscal onde são repassados todas as informações e dados do Instituto; antes, estas reuniões não aconteciam” destacou Helaine Pontes, presidente do Caxias-PREV.

Helaine Pontes está à frente do cargo desde janeiro deste ano (2017). A presidente do Caxias-PREV e o gestor de recursos do Instituto, Ciro Carneiro, informaram ainda que, está sendo licitado um site da transparência para acesso livre onde serão disponibilizadas à população todas as informações necessárias, assim como já acontece em outros sites de transparência.

O Caxias-PREV funciona em novo endereço, na rua 1º de Agosto, n° 485, frente a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

FONTE: http://caxias.ma.gov.br

ÚLTIMA HORA: Marco Aurélio permite que Aécio volte ao Senado

Tucano é acusado pelos crimes de corrupção e obstrução de Justiça

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu restabelecer o mandato parlamentar do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Ele havia sido afastado do cargo em 18 de maio por determinação da própria Corte e, desde então, não podia participar de atividades parlamentares, como votações e comissões.

O ministro também não acatou o pedido de prisão de Aécio feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Em delação premiada à PGR, o empresário Joesley Batista, da JBS, entregou gravação na qual o senador tucano pedia R$ 2 milhões, que, segundo investigadores, seria propina. A defesa de Aécio alega que o dinheiro seria um empréstimo e não teria irregularidade.

O senador também é alvo de outras investigações no Supremo. O tucano é acusado pelos crimes de corrupção e obstrução de Justiça. Aécio também está afastado da presidência do partido.

FONTE: https://www.noticiasaominuto.com.br/

CHAVE DE CADEIA! Sarney prepara candidatura dos três filhos em 2018 para tentar livrar a família da Polícia Federal

 

Medo da Polícia Federal leva clã Sarney a buscar proteção em cargos públicos em 2018

Confirmando o que diversos analistas vinham apontando, os três filhos do ex-presidente José Sarney devem lançar candidaturas em 2018, e o motivo por trás das investidas eleitorais seria estratégico: dar foro privilegiado aos herdeiros da oligarquia no afã de esquivá-los dos investigadores da Polícia Federal.

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), já até realizou o lançamento oficial da sua pré-candidatura ao Senado, e como era especulado, Roseana Sarney (PMDB) deve realmente entrar na disputa pelo governo do Maranhão. Mas há quem afirme que Roseana, acusada de vários crimes de improbidade e liderando em rejeição junto ao eleitorado, estaria disposta a disputar até uma cadeira na Assembleia. A grande surpresa seria uma eventual candidatura do empresário Fernando Sarney para deputado federal, até então conhecido pela sua aversão a cargos públicos.

Antes de representar “gás novo” ao já esfacelado grupo Sarney, as movimentações do clã para as eleições do próximo ano podem ser as únicas saídas da família para evitar a Justiça comum e a PF, já que, Roseana, Fernando, Zequinha e até mesmo o oligarca José Sarney já foram citados ou são alvos de investigações no âmbito da Operação Lava-Jato e em outros inquéritos por envolvimento em casos de corrupção.

Atolados em escândalos e sem imunidade, o grupo ensaia uma retomada ao poder em 2018 para tentar reverter a impopularidade e as denúncias contra eles.

Em fevereiro deste ano, o deputado estadual Adriano Sarney (PV), filho do ministro Zequinha e o único membro da nova geração da família a lançar carreira política, disse durante sessão na Assembleia Legislativa do Maranhão que seu grupo político retomará o poder em 2018. Na época, o vice-presidente da Casa, o deputado Othelino Neto (PCdoB), ironizou a aposta de Adriano Sarney: “continue sonhando, deputado”.

Relembre as denúncias que pesam contra cada um deles:

Roseana Sarney

Foi aberto em março de 2015 inquérito para apurar os depoimentos do ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, que disse em delação, que a ex-governador Roseana Sarney teria recebido R$ 2 milhões em propina para sua campanha em 2010. As cifras milionárias teriam sido pagas a Roseana pelo doleiro Alberto Yousseff. Vale lembrar que a prisão de Yousseff no Hotel Luzeiro, em São Luís, com uma mala cheia de dinheiro de propina, foi o marco inaugural da Operação Lava-Jato, há três anos.

Em 2016, Roseana foi novamente denunciada, dessa vez pelo Ministério Público do Maranhão, que apontou anuência da ex-governadora em esquema fraudulento de concessão de isenções fiscais a empresas durante sua gestão. O esquema ficou conhecido como a “Máfia da Sefaz”

A ex-governadora pode ainda voltar a ser ré na Justiça Federal na ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal desde 2001 contra os envolvidos no caso Usimar, que desviou entre janeiro e março de 2000, R$ 44,2 milhões da extinta Sudam para a construção em São Luís de uma fábrica de autopeças, que nunca saiu do papel.

Sarney Filho

Em uma tabela usada na delação premiada do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, há citação de pagamento no valor de R$ 400 mil em propina para o atual ministro Sarney Filho em 2010.

Também em 2010, Sarney Filho foi atingido pela Lei da Ficha Limpa. Sua candidatura chegou a ser impugnada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) do Maranhão. Ele foi acusado de abuso de poder econômico. Sarney Filho foi condenado a pagar uma multa e, segundo o MPE, isso o tornaria inelegível, conforme a lei complementar 135/2010. No entanto, após recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o deputado conseguiu manter o registro de sua candidatura.

Em 2009, Sarney Filho foi investigado pelo Ministério Público por ter usado sua cota parlamentar de passagens aéreas para viajar com a família para o exterior.  Zequinha Sarney negou todas as acusações.

Fernando Sarney

O empresário, presidente da TV Mirante e membro do Comitê Executivo da Fifa, Fernando Sarney, exerceu apenas um cargo político em sua carreira, o de assessor da Secretaria Municipal de São Luís entre os anos de 1989 e 1990, mas seu histórico policial é extenso.

Em 2006, a PF realizou a Operação Faktor com o objetivo de apurar saques em dinheiro de pelo menos R$ 3,5 milhões relacionados a empresas da família Sarney no período das eleições estaduais do Maranhão daquele ano. À época, Roseana Sarney, irmã de Fernando, era candidata ao governo maranhense, mas perdeu para Jackson Lago no segundo turno.

Entre 2007 e 2010, Fernando Sarney e outros membros de sua família foram investigados dentro de um inquérito da Polícia Federal que apurava evasão de divisas dos cofres públicos maranhenses. O empresário chegou a ter seu telefone grampeado pela PF. Fernando foi indiciado pelos crimes de formação de quadrilha, gestão de instituição financeira irregular, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Em 2009 Fernando Sarney pediu a Justiça que proibisse o jornal O Estado de S. Paulo e o seu portal de publicar reportagens com informações sobre a Operação Faktor, em uma clara tentativa de censura à imprensa.

Velho Sarney

 

A delação do ex-presidente da Transpetro atingiu em cheio também o oligarca José Sarney. Segundo o depoimento de Machado, R$ 18,5 milhões em propina teriam sido pagos ao ex-presidente. Afastado de cargos políticos desde 2014 e sem direito foro privilegiado, ironicamente ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram que o juiz Sergio Moro, da Justiça Federal no Paraná, não poderia usar depoimentos de Sérgio Machado referentes ao ex-presidente José Sarney.

Delatores da Odebrecht citaram ainda pagamento de propina a Sarney pelas obras da Ferrovia Norte-Sul, projeto que nasceu em 1987, durante o governo Sarney e nunca foi concluído. O grupo político de Sarney teria recebido 1% em propinas da construtora por uma obra que se estende há mais de 30 anos.

Recentemente, investigadores da Lava Jato descobriram rastros da influência de José Sarney no Executivo, no Legislativo e no Judiciário para atrapalhar as investigações. O ex-presidente estaria agindo como uma espécie de mentor do presidente Michel Temer (PMDB) e foi um dos artífices da criação da CPI da JBS para atacar as ofensivas da Lava Jato.

FONTE: http://waldemarter.com.br/VIA Do blog de Gilberto Lima

CAXIAS EM DETALHES: Flávio Dino cortou 98% dos repasses à Saúde de Caxias em 2017

Dados referem-se a aportes de recursos para o Fundo Municipal de Saúde no primeiro semestre, que chegaram a mais de 23 milhões em 2016 e caíram para R$ 400 mil em 2017

De O Estado

O governo Flávio Dino (PCdoB) reduziu em 98% o total de repasses do Fundo Estadual de Saúde (FES) ao Fundo Municipal de Saúde (FMS) da cidade de Caxias, em 2017.

Os dados constam do Portal da Transparência do Governo do Estado e referem-se aos seis primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período de 2016.

Segundo levantamento de O Estado na plataforma de dados abertos do Executivo, de janeiro a junho de 2016 a gestão comunista repassou ao Fundo de Saúde de Caxias – cidade então administrada pelo aliado Léo Coutinho (PSB) – valores que, somados, chegaram a R$ 23.754.369,82.

No mesmo período de 2017 – e já sob a administração do prefeito Fábio Gentil (PRB), que é adversário político do Palácio dos Leões – foram repassados apenas R$ 446.067,40. O valor corresponde a 1,87% do que foi enviado ao município há um ano.

Para se ter uma ideia da disparidade, o menor repasse do ano passado foi de R$ 313,4 mil, quase o total registrado agora.

De outro lado, houve repasses milionários registrados em 2016: R$ 8,1 milhões em fevereiro; R$ 11,7 milhões em maio e R$ 2,2 milhões em junho.

Os repasses em 2016

Os repasses em 2017

Seletividade

Apesar da flagrante diferença de tratamento ao Município de Caxias após a troca de gestão, o governo Flávio Dino garantiu, em nota, que “os critérios utilizados para repasses de recursos estaduais na área da Saúde para municípios são técnicos e atendem a demandas ao nível regional e municipal, para reduzir lacunas assistenciais históricas”.

Segundo os comunistas, não há “seletividade”, nem “conveniência política para atendimento de demandas”.

O governo afirma, ainda, que a diferença nos valores repassados diz respeito ao fato de que, em 2016, ainda estava em vigor um convênio que garantia verbas para a manutenção da Maternidade Carmosina Coutinho.

Com o fim do convênio, o governo diz que propôs assumir a gestão da unidade. “Justamente para elevar os investimentos no município, a Secretaria de Saúde fez por ofício a proposta de gestão e custeio integral da Maternidade Carmosina Coutinho à gestão municipal, que traria ao longo do ano recursos da ordem de R$ 18 milhões para a manutenção da unidade”, ressalta o comunicado.

A proposta, no entanto, não foi aceita pela prefeitura de Caxias.  E os recursos, então, deixaram de ser repassados.

FONTE: http://gilbertoleda.com.br

 

ACONTECEU: Muçulmanos estão dando colote no interior do Maranhão

Desde que foram notados os primeiros grupos de paquistaneses no Maranhão a população começou a registrar alguns momentos e mostrar um certo temor. Na cidade de Estreito o medo tem se “estreitado”. A permanência do grupo na cidade já dura quase um mês e a população segue curiosa e assustada. O blog tem recebido denúncias de que eles compram, comem, e não querem pagar.

Os visitantes muçulmanos estão aproveitando a permanecem em Estreito no Maranhão para proferirem a fé a qual acreditam. Contudo, alguns hábitos tem gerado revolta e medo nos estreitenses.

Os muçulmanos tem usado alguns serviços básicos dentro da cidade, como mototáxi e restaurantes, sem efetuarem nenhum tipo de pagamento, o que deixa as pessoas intimidadas, já que muitos só tem conhecimento negativo sobre os seguidores dessa religião. Ninguém até o momento denunciou os atos formalmente na delegacia, mas é grande a insatisfação externada ao blog.

Aqui eles já passaram por várias cidades, incluindo São Luís. Até agora ninguém sabe a real intenção deles. Na Polícia Federal renovaram o visto com a missão turística, mas nunca foram a Alcântara, Carolina ou Barreirinhas e muito menos foram apreciar nossas belas praias e nem o acervo histórico do Reviver.

Recentemente, o presidente dos EUA, Donald Trump, baixou decreto proibindo a entrada de pessoas de cinco países muçulmanos, incluindo o Paquistão, país de origem de nossos visitantes.

FONTE: https://luiscardoso.com.br/

E TOME TACA! Assaltante é rendido por vítima com golpe de mata-leão e apanha de grupo de populares no bairro Grande Vitória

                                           Kliferson ficou com o rosto bastante machucado depois da surra que levou

A tentativa de roubar uma motocicleta não foi uma boa ideia do assaltante Kliferson Souza de Oliveira, 19, que acabou sendo espancado e no final foi entregue para policiais militares da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

De acordo com os policiais militares, o episódio aconteceu na Rua Barreirinha, no bairro Grande Vitória, no final da tarde desta terça-feira, 27, onde Kliferson se aproximou e tentou assaltar o dono de uma distribuidora de bebidas que estava de saída do seu estabelecimento e subia em sua motocicleta quando foi rendido.

O assaltante foi pego de surpresa e imobilizado com um golpe “mata-leão” aplicado pelo comerciante, quando subiu na motocicleta e se preparava para dar a partida e fugir do local, sem saber que a vítima é lutadora e professor de jiu-jítsu.

Policiais militares chegaram a tempo de evitar a morte 

do assaltante por espancamento (Foto: Divulgação)

Outras pessoas ajudaram o comerciante a desarmar Kliferson, que depois de ser jogado no chão apanhou por quase meia e já estava sendo amarrado em um poste de iluminação pública para ser linchado, quando uma equipe de patrulheiros da 4ª Cicom chegou ao local.

Depois de ser retirado das mãos do grupo de populares enfurecidos e dispostos a fazer justiça com as próprias mãos, Kliferson foi levado do local, e antes de ser apresentado para ser autuado em flagrante no 4º Distrito Integrado, recebeu curativos no Serviço de Pronto Atendimento do bairro.

FONTE: http://portaldozacarias.com.br

ECONOMIA: Prazo para sacar o abono salarial do PIS-Pasep 2015 termina nesta sexta

Benefício pode ser retirado nas agências da Caixa e Banco do Brasil

O abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2015 está disponível até esta sexta-feira (30) para cerca de 1,83 milhão de trabalhadores, totalizando mais de R$ 1,083 bilhão. Caso o valor não seja sacado por quem de direito até o prazo final, será destinado ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

É necessário ainda que os trabalhadores tenham tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Como sacar

Os trabalhadores podem fazer a consulta para saber se têm recursos disponíveis no site do Ministério do Trabalho. Basta acessar a opção abono salarial e na sequência clicar em Consulta Abono Salarial. Na página, deve-se informar o número de CPF ou do PIS e a data de nascimento. As informações são do Portal Brasil.

Para sacar o PIS, o trabalhador que tiver Cartão Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica. Caso não tenha o cartão, pode receber o valor em uma agência da Caixa apresentando documento de identificação. Informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 726 0227.

Os servidores públicos com direito ao Pasep devem verificar se houve depósito em conta. Caso isso não ocorra, devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Mais informações podem ser obtidas pelo número 0800 729 0001.

FONTE: https://www.noticiasaominuto.com.br/