Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

“Perdeu mané!”: Simone Tebet é descartada por petistas e vira um “elefante branco no centro da sala” de Lula

Há algumas semanas eu havia levantado informações junto à equipe de transição do Governo Lula e agora o Porta UOL confirma: Simone Tebet está sendo descartada pelos petistas. Em troca de seu apoio no 2° turno, Simone aguarda sua recompensa, mas acabou virando um impasse entre Lula e a sigla. A pressão dos chamados históricos do PT e de muita gente influente é muito grande e Lula terá muitas dificuldades em emplacar Simone Tebet em um ministério.

Primeiro Tebet chegou a fazer pressão para assumir o Ministério da Economia, irritando Lula que iniciou seu processo de fritura, amplamente divulgado pela mídia tradicional; mas o preferido para a pasta (e que já responde como novo Ministro) é o petista Fernando Haddad. Resultado? “Perdeu mané!”

Derrotada na investida, Simone voltou ao plano inicial de assumir a pasta da Agricultura, mas encontrou Katia Abreu, Blairo Maggi, Carlos Fávaro e Neri Geller com as mesmas ambições e foi descartada novamente. Atualmente ela força o cargo de Ministra da Cidadania, que será rebatizado de Desenvolvimento Social, mas encontrou outros petistas cotados para o cargo.

O PT está cobrando cotas para ocupação do partido na nova composição dos Ministérios e alegam que seria muito arriscado dar à Simone Tebet o Ministério que cuidará do Bolsa Família e que isso poderia lhe garantir uma nova candidatura presidencial em 2026, ou seja, Simone nunca foi absorvida pela sigla e sempre foi vista como uma concorrente meramente oportunista. Além das pretensões eleitorais, Simone aguarda uma indicação ao STF ou um convite para compor chapa numa suposta reeleição e aí ela pisou nos calos de Geraldo Alkmim e seu fiel, Alexandre de Moraes, que não gostaram nada da proposta da ex-senadora de retirar a vitaliciedade dos Ministros do Supremo e limitar seus mandatos a 10 anos. Vamos ver quem manda mais em Lula, Tebet ou Alexandre de Moraes.

Por enquanto ela segue como um elefante branco no canto da sala, impossível ignorar sua presença, mas ninguém sabe onde colocá-la.

Raquel Brugnera

Pós-Graduanda em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político – Universidade Estácio de Sá – RJ

Com Informações: https://aldirdantas.com

Categoria: Notícias