Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

CODÓ EM FOCO: Dr. Zé Francisco prefeito e Camilo Figueiredo vice aclamados em grande Convenção

Uma festa cívica de grande magnitude aconteceu ontem em Codó para confirmar os nomes dos candidatos que compõem a chapa para concorrer à prefeitura e Câmara Municipal (Da redação Repasse Informativo)

Com o apoio de 12 partidos: PSD, PL, PR, PCB, MDB, PT, PV, PTB, PSL, Patriota, Avante e Podemos foi confirmado nesta quarta-feira (16), em grande Convenção realizados na AABB codoense o nome do médico humanitária Dr. Zé Francisco como candidato a prefeito e o  ex-deputado estadual Camilo Figueiredo, candidato a vice e os respectivos candidatos a vereador do Grupão.

Além dos apoios partidários o grupão também recebeu a adesão de centenas de líderes comunitários e políticos locais.

Em seu pronunciamento Dr. Zé Francisco reiterou sua intenção de fazer do município um lugar melhor para se viver.


Competente e dinâmico em seus projetos de trabalho o médico diz que vai mostrar uma nova forma de governar seu município como prefeito, sem corrupção e nem perseguição ao povo.

Com uma nova mentalidade sobre políticas públicas e moralidade no âmbito da administração municipal Zé Francisco  disse que aceitou o chamado de seus conterrâneos para concorrer a prefeitura de Codó por acreditar numa politica séria, com respeito aos cidadãos.

“Pelos  serviços prestados como médico da família e ainda pela sua personalidade de pessoa humilde e trabalhadora Zé Francisco conquistou muitas amizades, sendo convidado para a política, pois tem projetos que beneficiam, de fato, toda a comunidade codoense”, garante o seu companheiro de chapa, Camilo Figueiredo.

Para Zé Francisco o município precisa cuidar mais da saúde da mulher, crianças, idosos, do jovem e dos problemas que afligem a população em geral.
 
 Ele disse ainda que  Codó precisa avançar mais na práticas da democracia com a participação de uma sociedade organizada nas decisões administrativas, somando à capacidade política e o trabalho unitário dos poderes Executivo e Legislativo na resolução dos problemas sociais.
 
“No município é onde vive o cidadão, portanto, a população precisa se organizar efetivamente através de todas as formas de associações e assim influenciar continuamente sobre a estrutura administrativa, buscando adquirir ainda uma consciência política, no momento de escolher seus legítimos representantes públicos”, pondera Dr. Zé Francisco.

Ele diz que o prefeito tem de ser capaz de lutar pela melhoria de condições de vida da comunidade, através de pleitos que vão desde a melhoria do sistema de abastecimento d’água, transportes, educação, saúde, infra-estrutura e outras inúmeras questões que afetam diretamente a população.
               
“A formulação e a implementação dos planos de governo devem contar com a efetiva
participação da sociedade, via entidades representativas. Só assim o planejamento governamental haverá de refletir os reais interesses e necessidades da coletividade”, completa.

É dever do prefeito ainda lutar pela construção e funcionamento de escolas, hospitais e postos de saúde, aberturas de estradas, pavimentação de vias públicas urbanas, perfuração e funcionamento de poços, abastecimento de água, instalação de energia elétrica etc.

 

Entre estas proposta estão:

 

1 –  Áreas de Saúde e Alimentação

– Convênios do município com escolas superiores de medicina, farmácia, engenharia, odontologia e outras, visando ao treinamento e estágios dos estudantes e atendimento aos setores carentes do município.
  – Campanhas educativas de âmbito municipal, de prevenção de doenças.
 -Implantação de programas municipais de complementação da merenda
escolar, com produtos de hortas escolares e comunitárias;
        – Implantação de programas municipais de vacinação dos animais

  2 – Áreas de Lazer, Cultura e Esportes.

        – Implantação de ruas de lazer e centros sociais urbanos para a
prática de atividades sociais diversas, começando pelos setores mais
carentes das cidades.
       – Incentivo estadual às festas populares locais, folclóricas e religiosas. Apoio estadual às atividades artísticas locais, festivais feira de artesanatos e outros eventos culturais.
    – Estudo de área de preservação da historia da cultura local.
      – Proteção do patrimônio histórico cultural local.
    – Estudos para obtenção de recursos financeiros para as atividades culturais.

  – Implantação de programas municipais para apoio às práticas esportivas e de lazer, criando condições adequadas, especialmente junto aos jovens.

3 – Meio Ambiente

– Criação através de lei, de áreas de preservação ecológicas para proteção dos recursos naturais nos municípios que necessitam dos serviços.

 – implantação  de programas de educação ambiental.

4 – Fiscalização do Município

 – Estabelecer, mediante lei as normas para viabilizar o
exercício do direito do contribuinte questionar as contas do
Município.
– Disciplinar, através de lei municipal, como será processada as reclamações relativas ao serviço público municipal.

5 – Incentivo às Empresas de Pequeno Porte.

– Estabelecer tratamento jurídico diferenciado do âmbito dos municípios, em favor das empresas de pequeno porte, através da lei.

As mudanças irão melhorar a vida do povo codoense

       
A vivência diária com as questões municipais mostra também que há necessidade de intervenções positivas como:  Garantia e proteção aos locais de cultos e suas línguas, garantia da defesa ao consumidor. Melhoria da assistência em creche e pré-escola. Sobre interesse público entre entidades políticas e religiosas.
Ainda organizar serviços públicos de interesse local, especialmente de transporte coletivo que tem caráter especial. Dispor sobre programa de educação pré-escolar e de ensino fundamental. Além de serviços de atendimento à saúde da população.  Proteger o patrimônio histórico local. 
Lutar pela garantia reclamações contra prestação de serviço público, criando meios específicos. Sobre programas de saúde, regulamentação, fiscalização e controle das ações e serviços da saúde. Sobre a regulamentação e organização da assistência social, a organização dos sistemas de ensino, condições de liberdade do ensino à iniciativa privada.
 Sobre a destinação para bolsas de estudos dos recursos públicos para ensino fundamental e médio. Planos e programas culturais. Incentivo à produção, o conhecimento de bens e serviços culturais, planos e programas de desporto, incentivo ao Lazer. desenvolvimento científico, a
pesquisa e capacitação tecnológica, desenvolvimento
do sistema produtivo regional. Apoio e estímulo às empresas. sobre a defesa do meio ambiente. Definição espaços territoriais e seus componentes a serem especialmente protegidos e sobre a adaptação dos logradouros etc., às pessoas portadoras de deficiência.   

Confira alguns registros fotográfico da convenção:

 

 

 

 

 

 

 

Categoria: Sem categoria

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.