Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

Chacina: no Amazonas, 42 presos são encontrados mortos nesta segunda

Confrontos nos dois últimos dias em cadeias de Manaus resultam em 57 óbitos. Secretaria de Segurança diz que presidiários estão sob controle

Após confrontos no sistema prisional do Amazonas, 42 presos foram encontrados mortos nesta segunda-feira (27/05/2019) em cadeias da capital Manaus. No último domingo (26/05/2019), uma briga entre presos deixou 15 mortos. Ao todo, o número de vítimas chega a 57 em dois dias.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), foram confirmadas mortes no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 1), Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e Unidade Prisional do Puraquequara (UPP).

Após confrontos no sistema prisional do Amazonas, 42 presos foram encontrados mortos nesta segunda-feira (27/05/2019) em cadeias da capital Manaus. No último domingo (26/05/2019), uma briga entre presos deixou 15 mortos. Ao todo, o número de vítimas chega a 57 em dois dias.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), foram confirmadas mortes no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 1), Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e Unidade Prisional do Puraquequara (UPP).

A Seap informou ao G1 que a rebelião foi controlada. “Neste momento, a situação está controlada e os presos estão na tranca”.

Briga

No domingo, uma confusão entre detentos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) envolveu presos dos pavilhões 3 e 5 da unidade prisional, segundo informou o governo. A rebelião acabou com 15 presidiários mortos – a maioria por asfixia.

Em 2017, na mesma unidade, uma rebelião resultou na morte de 56 pessoas. O Metrópoles produziu um especial sobre os massacres em presídios ocorridos naquele ano: acesse aqui.

Fonte: https://www.metropoles.com/

Categoria: Sem categoria

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.