Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

CAXIAS EM FOCO: Jornalista Alberto Pessoa homenageia Firmino Freitas

Foto Divulgação: Dr. Firmino Freitas

 

O construtor de sonhos, colecionador de vitórias

 

(Morreu a carne, ficou o verbo)

 

Saudades

Aqui, no Planalto Central do Brasil o desaparecimento do poeta, cronista, escritor, caxiense Firmino Freitas ecoou tal qual, o canto dos colibris ou do timbre de uma nota musical de uma sinfonia, regida pela satisfação do Criador em escrever no Livro da Vida o nome deste grande homem brasileiro que deixou um legado de Paz e Amor.

Sonhador

Firmino era um colecionador de sonhos um, um construtor de vitórias. Saiu de Crateús- CE ainda jovem para tecer em Caxias um sonho de ali permanecer, constituir família e contribuir para a sadia convivência social.

Sonhador  I

Era colecionando moedas e avaliando a beleza de cada uma delas que Firmino alimentava o desejo de contribuir mais ainda para a comunidade que adotou como terra natal e também encontrava inspiração para rabiscar seus poemas e crônicas.

Carreira

Formou-se em Direito e depois tornou-se magistrado, 1982, ficou na cargo de juiz da Comarca de Caxias nos anos de 93 e 94 sendo, em seguida, chamado pelo Tribunal de Justiça para a capital. Recebeu o que classificava como a realização de um sonho: o Título de Cidadão Caxiense. E eleito membro da Academia Caxiense de Letras.

Firmino era amigo dos caxienses, gostava dos poetas e das suas cantigas enaltecendo a Nação Gonçalviana. Tinha Caxias como o ninho da poesia, onde a cada dia, a todo instante surge um poema em cada esquina.

As obras

Lançou suas obras com seus reclames e apelos para um mundo melhor: de união, amor, fraternidade.

Nestes últimos tempos Doutor Firmino (como eu gostava de chamá-lo), desfrutava de merecida aposentadoria e realmente gostava de ficar reforçando suas amizades nas ruas e também na redes sociais. Carregava consigo o desejo de ser sepultado na sua terra amada.

Saúde

Firmino não sofria de problemas cardíacos, porém seu coração já não suportou mas as emoções do dia-a- dia. Resolveu deixar o plano terreno nesse 17 de janeiro e delegar aos filhos e netos, ainda sob a orientação da viúva Dona Maria das Graças a continuidade dos sonhos de ter-se uma humanidade cada vez melhor.

Aos 77 anos, morre em Caxias o poeta Firmino Freitas o realizador de sonhos.

Alberto Pessoa é jornalista caxiense

Categoria: Notícias