Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

Caxias em Detalhes: O que diferencia Fábio Gentil de Caxias e Francisco Nagib de Codó, na forma de administrar?

O Maranhão, na eleição de 2016, mostrou-se apto a algumas mudanças, e na região dos cocais não foi diferente. Em Caxias, Fábio Gentil venceu uma das forças políticas mais tradicionais do estado. A “Família Coutinho”, representada naquele instante por Leonardo Coutinho, que não conseguiu a reeleição e oportunizou ao ex-vereador Fábio Gentil a conseguir um feito histórico no quadro político atual, acabando com uma oligarquia de 12 anos, gerenciada por uma família tradicionalmente política.

Foto: Prefeito de Caxias Fábio Gentil.

Já em Codó, a não tamanha surpresa veio por parte da família empreendedora dos Oliveiras Buzar: o jovem, Francisco Nagib, filho do industrial Francisco Oliveira (FC), em uma disputa acirrada, foi eleito, vencendo nomes tradicionais da política, como Biné Figueiredo e o ex-vereador, Pedro Belo, dois oposicionistas fortes, mas que não suportaram a força do apoiador de Nagib. O popular Zito Rolim, um dos nomes mais fortes da política dos cocais, um homem simples e muito carismático, que se empenhou em eleger seu sucessor e conseguiu com êxito, afinal a rejeição dos Nagib Oliveira era gigantesca. Mas Zito jogou nas mãos dos “empreendedores” uma das prefeituras mais tradicionais da política maranhense.

Na jogatina política, podemos observar dois tópicos: O primeira mostra que o povo quando quer, elege o seu preferido, como aconteceu em Caxias, elegendo Fábio Gentil. Já em Codó, o legado de Zito é para Codó como Lula para grande parte da população brasileira, e juntamente com o estigma de família empreendedora, levou o grupo a lutar e vencer a eleição em Codó.

Resultado de imagem para foto de francisconagib buzar

Foto: Prefeito de Codó ( Nagib Buzar)

Após um ano de governo, pesquisas de intenção e avaliação de governos pela população, mostram que o prefeito chamado “empreendedor” não vem convencendo a população, e sua rejeição chega a patamares gigantescos. A Saúde e a educação, não tiveram o apoio do prefeito Francisco Nagib, que não proporcionou às gestoras das pastas autonomia de gerenciamento, ocasionando demissões e descontentamento da população. O que a princípio parecia que seria o carro chefe do governo Nagib, mas por pretensão e sua forma centralizadora de gerir, errou feio e tem feito seu governo cair a cada dia em um lamaçal político de insatisfação popular, quase sem volta. Com poucas obras efetuadas, salvo uma praça e pequenas reformas que não agregam em nada para a população, o governo vem capengando e fazendo que o legado Zito mude de foco para conseguir êxito nas próximas eleições, caso pretenda seguir o rumo como candidato ao Palácio dos Leões. A forma provinciana e centralizada com que a família Oliveira vem gerindo a cidade, pode levar seu desejo ao caos político.

Em contrapartida, o governo Gentil foi o oposto dos Buzar Oliveira. Fábio Gentil, mesmo sem apoio do Governo Estadual e pouco recursos do Governo Federal, Fábio agiu de forma inteligente e estratégica, buscando força política através de alianças e com persistência, foi aos poucos cumprindo suas metas prometidas. Mesmo por ter se aliado a nomes maculados da politica caxiense, Fábio prometeu obras e reajustes, observou falhas de seus antecessores e trouxe para pastas principais como Educação, Cultura, Planejamento e obras, profissionais que conseguiram resultados favoráveis para a cidade. No início de sua gestão, Fábio Gentil não conseguia uma boa avaliação política, contudo, ao cumprir promessas de campanha foi crescendo e os índices subiram em mais de 58% positivamente, o inverso do gestor da vizinha Codó.

Caxias, nesse primeiro ano de mandato, já realizou obras como: A restauração e modernização da Praça Dom Luis Marelim, Reforma da Praça da Uema, dentre outras obras que estão em andamento, proporcionadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, pasta gerida por Murilo Novaes. Outro segmento muito falado na cidade foi o da Cultura, que proporcionou um bom carnaval, um belo festejo junino e a restauração do Balneário Veneza, e ainda teve o Natal Iluminado mais bonito de todo o Maranhão. Outra pasta que se destacou pela eficiência foi a pasta da Educação, que conseguiu proporcionar grandes feitos como: Implantação de material didático no ensino infantil, algo inimaginável para educação municipal pública, reformas de sete (7) escolas sendo quatro entregues e a reativação de outras, conseguindo o selo Unicef.

A professora Me. Ana Célia Damasceno tem conseguido feitos memoráveis para Educação Municipal de Caxias, o que a fez ser considerada pelo Instituto Tiradentes, como uma das três melhores Secretárias do Estado do Maranhão, recebendo a ‘Medalha Alferes Tiradentes’ em Belém-PA por gestão eficiente. A Secretária Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia de Caxias, vem trabalhando para conseguir resultados não só a curto prazo, mas a longo prazo, investindo na Educação infantil.

O governo Gentil vem aos poucos deixando sua marca e um legado de realizações, agora cabe esperar o que nos aguarda pela frente. Por enquanto, Caxias sai à frente na corrida de bons resultados do ano de 2017.

FONTE: http://www.blogdodesa.com.br

Categoria: Sem categoria

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.