Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

GIRO PELO BRASIL: Jovem diz que não se arrepende de matar colega em sala de aula em Goiás

Adolescente de 16 anos foi morta a tiros dentro de uma sala de aula no Colégio Estadual 13 de Maio, em Alexânia (GO)

Jovem diz que não se arrepende de matar colega em sala de aula em Goiás

© Reprodução

ex-aluno Misael Pereira de Olair, de 19 anos, que matou a tiros a estudante Raphaella Noviski, de 16 anos, dentro de uma escola de Alexânia, em Goiás, afirmou não se arrepender do crime. O rapaz prestou depoimento nesta segunda-feira (6) e confessou ter assassinado a adolescente. Ele disse que a arma foi comprada há três meses.

O depoimento de Misael foi gravado em vídeo. Segundo destaca o jornal Extra, o jovem respondeu em pé às perguntas feitas pela delegada Rafaela Azzi, responsável pelas investigações sobre o crime no Colégio Estadual 13 de Maio.

O rapaz disse que a arma teria sido comprada com a finalidade de “matar Raphaella”. A delegada questionou o motivo do crime e Misael se limita a responder “porque eu odeio ela”. A titular perguntou a razão do ódio e o rapaz, olhando para o teto da delegacia, afirma “não sei explicar”.

Misael usou uma máscara para entrar no local e planejava se matar tomando veneno para rato. O rapaz ainda pretendia atirar em si mesmo. Ele foi impedido pela polícia de cometer o suicídio. “Eu acho que só estava esperando preparar tudo e, quando ficou pronto, eu falei: ‘a hora que eu quiser eu vou lá e mato’. Aí hoje falei: ‘é hoje’. Então, fui lá e matei”, contou o jovem.

O atirador revelou ainda que pretendia apenas matar a jovem. “Tinha muita gente (na sala), mas eu tava procurando ela para matar. Mirei nela. Na cabeça”, falou.

A delegada questiona se Misael tem irmão ou irmã e se não imaginava que a menina poderia ser vítima de um crime como este. “Você já pensou que poderia ser sua irmã?”, pergunta Rafaela Azzi. “Já”, responde Misael. “Nem assim gera arrependimento?”, questiona a delegada. Ele, então, responde rapidamente: “Não”, enquanto olha para o teto.

Misael também disse que estudou na mesma escola da vítima no ano passado e que, no mês de julho do mesmo ano, foi até a casa da jovem para “entregar um presente para ela”. Ele disse não realizou a entrega. “Eu fui entregar um presente para ela e ela falou que estava dando banho na avó dela e que era para a gente conversar lá no colégio. Aí, eu peguei o presente e não tive coragem de dar para ela”, contou.

“Eu levei o presente lá pra ela, só que ela tava dando banho na avó dela e eu falei que só queria conversar. Acho que ela achou que eu tava tentando roubar a casa dela” (sic), disse Misael.

O jovem será indiciado por feminicídio. Os colegas da vítima e familiares ainda serão ouvidos pela polícia. O corpo da jovem foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). Ainda Misael será levado para o presídio de Alexânia, na cadeia pública.

FONTE: https://www.noticiasaominuto.com.br

Categoria: Sem categoria

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.