Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

CAXIAS EM DETALHES: Mulher do vereador Durval Júnior é ceifada do Ceami

Célia Maria de Silva Lima, esposa do vereador Durval Junior, foi exonerada no último dia 08 de agosto de 2017 da Coordenação do Centro Especializado de Atendimento Materno Infantil de Caxias (Ceami).

A Unidade Hospitalar de Média Complexabilidade era Gerida por Célia desde a Gênesis do Governo Gentil, porém, a coordenadora vinha sofrendo grandes baixas durantes os últimos meses, apontada como uma chefe truculenta, opressora e perseguidora pelos funcionários (as) da própria unidade.

Célia contava com o aval e a blindagem do marido parlamentar que chegou a ter supostos áudios vazados com tons ameaçadores aos funcionários da Unidade, caso não respeitassem as regras de cunho pessoal estabelecidas pela esposa.

Segundo fontes credenciadas do site Caxias Online, existe ainda dentro da unidade, um conflito político entre os vereadores Cantanhede Gentil e Durval Junior, o imbróglio é devido a um suposto esquema correlação a fraudes na marcação e realização de exames pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Os parlamentares estariam disputando espaço pela concessão de exames sem a adoção das medidas administrativas legais e burlando a ordem dentro da unidade, tudo para beneficiar cabos eleitorais e simpatizantes a seus grupos políticos.

Um esquema de funções distintas e bem estabelecidas. Para identificar e captar os privilegiados, divididos entre intermediários e funcionários públicos – estes indicados pelos vereadores e serviriam como porta de entrada do esquema, e supostamente decisivos para o êxito da empreitada ilícita.

Diante do escândalo que tomou proporções astronômicas, o Prefeito Fábio Gentil, no uso de suas atribuições, acabou optando por exonerar a mulher do aliado, porém, o Vereador Gentil Cantanhede continua a margem da “justiça” do prefeito, caso o esquema se confirme.

Ao que se ver, o Ceami virou palco de negociatas, o órgão que era para ser público se tornou uma empresa privada, cujos os protagonistas são aliados do prefeito Fábio Gentil.

Contudo, em meio a este jogo de interesses, a população de Caxias é a principal prejudicada, tendo em vista que centenas de pessoas precisam do serviços públicos oferecidos pela Unidade. Muito deles (as) se deslocam durante a madrugada na tentativa de marcar exames na Unidade, na maioria das vezes com caráter de urgência, entretanto, são informadas de que não há vagas, por conta, nitidamente, do suposto fraude que beneficia e reserva vagas aos cabos eleitorais dos vereadores e aliados de baixa patente do prefeito.

O Ministério Público e os órgãos competentes precisam tomar as medidas cabíveis o mais rápido possível; são milhares de caxienses sendo lesados no direito a saúde pública por conta de um esquema de vantagem política,  com o intuito da fidelização de eleitores por parte dos vereadores envolvidos.

Abaixo a exoneração na íntegra:

Exoneração de Célia Maria

FONTE: caxiasonline.com/

Categoria: Sem categoria

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.