Repasse Informativo | Marcos Monteiro - Repasse Informativo Caxas-MA, O Blog do Marcos Monteiro.

Concurso TJ RS 2017: Edital é autorizado para nível médio e superior! Até R$ 7.352,93

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul vai divulgar a abertura de concurso público (Concurso TJ RS 2017) em breve para nível médio e superior. O Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (Concurso TJ RS) autorizou, na última sessão, realizada no dia 21 de março, a abertura de Concurso Público para os cargos de Analista Judiciário, classe “A”, e Técnico Judiciário, classe “A”.

Na ocasião, o relator do expediente foi o 1° Vice-Presidente do TJRS, Desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, cujo voto foi acompanhado pelos demais membros do COMAG. Em suas explanações, o magistrado enfatizou a “conveniência e oportunidade, o permanente aumento no volume de processos, que exigem maior apoio na jurisdição nesta Corte”.

De acordo com a decisão, a autorização ainda depende ainda de estudos e outras providências pela Direção de Gestão de Pessoas (DIGEP), a fim de ser determinado o número de vagas ou se o edital será divulgado apenas para formação de cadastro reserva (convocação conforme necessidade). Lembrando que a validade do último certame encerra ainda este ano – 21 de junho -, o que pode fazer com que um novo edital seja divulgado, já que o órgão ficará impossibilitado de realizar novas contratações.

Se divulgado, o concurso do TJ/RS 2017 deve oferecer oportunidades para os cargos de Técnico e Analista Judiciário, com requisito de nível médio e superior, respectivamente. O salário inicial do técnico é de R$ 3.860,28, podendo chegar a até R$ 5.287,11, enquanto o Analista tem ganhos iniciais de R$ 7.352,93. Em ambos os casos a jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

O Concurso TJ RS 2017

O cargo de Técnico Judiciário tem missão de fornecer auxílio técnico e administrativo ao exercício da atividade judicante, como, por exemplo, processar feitos judiciais e administrativos; elaborar minutas, relatórios, planos e projetos; realizar pesquisas; emitir pareceres; distribuir e controlar materiais; arquivar documentos; revisar; digitar; criar, manter e consultar bancos de dados; conferir, imprimir, transmitir e arquivar trabalhos escritos, inclusive por meio de processos informatizados; digitalizar documentos, realizando o armazenamento ou remessa por meio eletrônico desses documentos; expedir certidões; prestar informações; executar outras atribuições de mesma natureza e grau de complexidade.

Prepare-se: Apostila Concurso TJ RS 2017 – Atualizada

Já o cargo de Analista Judiciário – Área Judiciária deverá examinar petições e processos; pesquisar; emitir pareceres; elaborar projetos de despachos, decisões, relatórios, sentenças e acórdãos; certificar atos; fornecer suporte técnico aos magistrados; verificar prazos processuais; elaborar cálculos; expedir documentos; conferir, imprimir, transmitir e arquivar trabalhos escritos, inclusive por meio de processos informatizados; digitalizar documentos, realizando o armazenamento ou remessa por meio eletrônico desses documentos; buscar e dar informações; atender ao público; executar outras atribuições de mesma natureza e grau de complexidade.

Por fim, o cargo de Analista Judiciário – Área Administrativa tem que elaborar, acompanhar, analisar e avaliar projetos, dados e demonstrativos; emitir pareceres; certificar; buscar e fornecer informações; revisar atos antes de submetê-los à apreciação das autoridades superiores; conferir, imprimir, transmitir e arquivar trabalhos escritos, inclusive por meio de processos informatizados; digitalizar documentos, realizando o armazenamento ou remessa por meio eletrônico desses documentos; pesquisar; executar outras atribuições de mesma natureza e grau de complexidade.

Lembrando que no caso de Analista, o edital ainda poderá contar com oportunidades para as especialidades de Ciências Jurídicas e Sociais, Administração, Ciências Contábeis, Economia, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica e Engenharia Mecânica, Estatístico, Taquígrafo, Bibliotecário, Historiógrafo, Assistente Social, Engenharia Civil e Estatística.

Lotação do Concurso TJ RS

As atividades próprias do cargo serão realizadas nas dependências do Palácio da Justiça, do Tribunal de Justiça e nas unidades descentralizadas (Departamento de Material e Patrimônio, Departamento de Artes Gráficas, Arquivo Judicial Centralizado), e, no caso do cargo de Auxiliar de Comunicação, no Tribunal de Justiça Militar.

Provas e Etapas de Avaliações do Concurso TJ RS

O Concurso, para todos os cargos, à exceção do Taquígrafo Forense Classe P, deve constar de uma única etapa, com uma Prova Escrita Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, conforme cada cargo.

Para os cargos de nível superior, a prova escrita objetiva deve ser subdividida em quatro (4) partes, com 80 (oitenta) questões no total, distribuídas conforme o número de questões, o número mínimo de acertos em cada parte e o caráter (eliminatório e/ou classificatório). Parte 1: 24 (vinte e quatro) questões objetivas de Língua Portuguesa, valendo 24 pontos;  Parte 2: 32 (trinta e duas) questões objetivas de Conhecimentos Específicos, valendo 32 pontos; Parte 3: 12 (doze) questões objetivas de Tópicos de Legislação, valendo 12 pontos; e Parte 4: 12 (doze) questões objetivas de Microinformática, valendo 12 pontos.

Para o cargo de Técnico Judiciário: a Prova Escrita Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, tem estimativa de ser constituída de 70 (setenta) questões escritas objetivas, distribuída conforme o número de questões, o número mínimo de acertos em cada parte e o caráter (eliminatório e/ou classificatório), como segue: Parte 1: 26 (vinte e seis) questões objetivas de Língua Portuguesa, valendo 26 pontos; Parte 2: 20 (vinte) questões objetivas de Matemática, valendo 20 pontos; Parte 3: 12 (doze) questões objetivas de Tópicos de Legislação, valendo 12 pontos; Parte 4: 12 (doze) questões objetivas de Microinformática, valendo 12 pontos..

Último Concurso TJ RS

O último concurso do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul aconteceu em 2012, quando contou com 139 vagas de Técnico e Analista Judiciário. Apesar disso, o órgão já convocou mais de 500 aprovados.

Fonte: http://noticiasconcursos.com.br/concurso

Categoria: Sem categoria

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.